sexta-feira, fevereiro 21, 2020

ELE TEM CORAGEM...

“ PORQUE CRISTO NÃO ENTROU EM SANTUÁRIO FEITO POR MÃOS, FIGURA DO VERDADEIRO, PORÉM NO MESMO CÉU, PARA COMPARECER, AGORA, POR NÓS, DIANTE DE DEUS; “ (Hebreus 9.24).

Quando estávamos em reunião esta manhã, o Amigo me trouxe à mente este texto e me falou algumas coisas deveras importantes, que me trouxe encorajamento para continuar firme em Jesus.
Não entendo como pode o Filho de Deus, o Todo Poderoso, ter coragem de se colocar diante de Deus por nós, pecadores, falhos, que segundo Ele mesmo declarou, depois de termos feito tudo o que nos foi ordenado,  devemos nos avaliar como servos inúteis (Lucas 17.10).
Bem, só posso aceitar com muita gratidão tão grande manifestação de amor e graça do meu Senhor, glória a Jesus!
Entretanto, convém lembrar que Ele é nosso Advogado quando pecamos (1Joao 2.1), contudo muito cuidado com o pecado voluntário ( Hebreus 10.26-29).
A Bíblia diz “QUANDO SOMOS JULGADOS...” (1 Coríntios 11 31),  isto significa que neste exato momento qualquer um de nós poderemos estar sendo julgados diante do Juiz de toda a terra. O nosso acusador não para nos acusar dia e noite, e ele acusa com base no “código do Reino” - a Santa, porque ele não e tão tolo assim para acusar alguém baseado na achologia.
Jesus TEM CORAGEM de nos defender, glória a Jesus! Não por nossos méritos, mas por Ele mesmo, o Filho amado do Pai, o Filho perfeito para sempre.
Enquanto o acusador evoca a justiça de Deus contra nós, Ele, Jesus, TEM CORAGEM de se apresentar evocando o amor do Pai em nosso favor, aleluia!
Pense comigo: que tão grande salvação nos deu Jesus! A ponto sermos justificados perante Deus, mesmo sendo pecadores, pois o pecado habita na nossa natureza carnal (Romanos 7.17,20).
Porém, a atitude de Jesus como Advogado, é somente para aqueles que estão nEle, foram batizados nEle, no Seu Corpo, a IGREJA.
Esses tais são aqueles que, uma vez convencidos pelo Amigo Espírito Santo de que estão perdidos e precisam de um Salvador, se arrependem, se convertem, nascendo de Deus, tendo sido gerados pela Palavra. Agora, uma vez sendo filhos de Deus, estão em Cristo, são membros do Seu Corpo.
Certa vez enquanto conversava com o Amigo perguntei: Como pode caber tanta gente em Jesus? Ao que Ele me respondeu: “Só cabe quem é pequenino... quem for grande não cabe.”
Poxa, fiquei pensando que não cabe em Jesus quem se acha grande, superior ao irmão porque tem um cargo eclesiástico elevado, quem tem “poder” material, enfim, quem não for humilde, quem não se submete ao Senhorio dEle.
Se estamos em Jesus Ele está em nós (João 15.4). Se estamos em Jesus, temos uma procuração para usar o Seu Nome para pedir ao Pai, para curar os enfermos, expulsar demônios, enfim...
Quando vivemos qualquer tipo de dificuldade, Ele entra em ação diante do Pai, AGORA, e, como Sumo Sacerdote intercede por nós.
Se estamos sendo tentados, Ele TEM CORAGEM de interceder em nosso favor, e ainda nos socorre, como está escrito ( Hebreus 2.18).
Assim, meus amados, tendo tamanho privilegio imerecido, como alguém TEM CORAGEM de abandonar esse Jesus? Como TEM CORAGEM de deixar de exercer a função no Corpo porque foi afastado de uma função eclesiástica? Como se TEM CORAGEM de exigir direitos, quando o maior direito que temos é ser filho de Deus? Será possível que uma pessoa TEM CORAGEM de relegar a segundo plano o tempo com a Palavra de Deus, sendo que a Palavra, o Verbo é ELE? Hoje Ele já recebeu algum elogio dos nossos lábios? Algum louvor ao Seu Nome? Alguma declaração de amor?
Ele prometeu que virá outra vez e levará consigo os que são seus, os membros do Seu Corpo, não aqueles que simplesmente se dizem evangélicos, cristãos, mas os que O amam! E quando O amamos, não vivemos mais para nós mesmos (2 Coríntios 5.15) e desejamos que Ele venha logo, cumprindo assim a Sua promessa.
MARANATA!

sexta-feira, fevereiro 14, 2020

A NECESSIDADE DE SER E TER SAL

“ VÓS SOIS O SAL DA TERRA... TENDE SAL EM VÓS MESMOS... (Mateus 5.13; Marcos 9.50)

Uma afirmação. Uma ordem.
O Senhor Jesus falou aos discípulos que eles (Igreja), eram o sal da terra, ao mesmo tempo ordenou para que eles tivessem sal em si mesmos.
Jesus sabia mui bem como seria necessário a presença do sal na terra, pois, devido à contaminação generalizada do pecado, a humanidade iria entrar em decomposição.
O sal tem função de dar sabor ao mesmo tempo capacidade de preservação.
Na antiga aliança o sal era necessário nas ofertas, como está escrito: “...EM TODAS AS TUAS OFERTAS APLICARÁS SAL.” (Levítico 1.13). Há sal em nossas ofertas hoje?
Através do nosso testemunho como discípulos de Jesus, somos percebidos por onde passamos e especialmente onde vivemos. Da mesma forma que não se pode ignorar o sal em meio a uma variedade de alimentos cozidos na mesma panela, fazemos diferença neste mundo.
Outro detalhe importante é que o sal pode impregnar os alimentos, enquanto que ele mesmo não absorve o sabor de nenhum deles. Assim deve ser o discípulo de Cristo, influenciar pessoas e jamais se deixarem influenciar por elas, não ser por alguém cheio do Espírito que lhe ofereça um conselho sábio.
É interessante observar que Jesus convidou os primeiros discípulos para segui-lO e afirmou que faria deles pescadores de homens. Eles eram pescadores, pescavam peixes, lidavam com o mar e dele retiravam os peixes.
Agora, sob a palavra do Mestre, eles iriam tirar do mar deste mundo, vidas para serem salvas por Jesus.
A Bíblia se refere ao mar como algo mau, por exemplo: “MAS OS PERVERSOS SÃO COMO O MAR AGITADO, QUE NÃO SE PODE AQUIETAR, CUJAS ÁGUAS LANÇAM DE SI LAMA E LODO.” (Isaías 57.20).
Está escrito: “... O QUE DUVIDA É SEMELHANTE À ONDA DO MAR, IMPELIDA E AGITADA PELO VENTO.” (Tiago 1.6).
Ainda mais, segundo as escrituras Deus lançou os pecados de Israel nas profundezas do mar (Miqueias 7.19).
Na nova cidade, a Jerusalém celestial, não haverá mar (Apocalipse 21.1.). (Cuidado para não cantar que navega no oceano do Espírito. O Espírito nunca foi apresentado na Bíblia como mar e sim como rio)
O sal é extraído do mar. Pass por um processo de purificação e serve para ser usado nas suas funções.
O salvo, também foi tirado do mar como peixe e como sal, glória a Deus, para ser sal e ter sal.
A nossa palavra deve ser temperada com sal (nosso testemunho) (Colossenses 4.6).
O perigo é quando o sal se torna insípido, perde suas funções específicas, não tem sabor e não tem poder de conservação. Nos tornamos mornos espiritualmente, já não fazemos diferença onde chegamos, o mundo já não vê Cristo em nós, não nos respeita como servos de Cristo.
Sal insípido, crente morno, já se conformou com este mundo, perdeu a sensibilidade espiritual, nada mais lhe traz aflição à alma diante das contaminações do mundo, do comportamento vil das pessoas a sua volta. Agora para esse cristão tudo é relativo, aceita tudo numa boa em nome do bom senso e da boa convivência.
Ser infiel nos negócios, burlar as leis, não ter uma palavra confiável, mostra que o sal perdeu o sabor.
Portanto, amados, sejamos sal na família e ela será preservada somente com a nossa presença, aleluia!
Sejamos sal na comunidade onde vivemos, por onde passamos, tenhamos sal em nós a fim de que, no abrir da nossa boca os nossos ouvintes nos escutem com interesse, sentindo sabor no assunto que desenvolvemos.
Para isso, precisamos ser cheios da Palavra (Jesus) e do Amigo, o Espírito Santo, glória a Deus.
Guarde-nos o Senhor de sermos sal insípido para ser pisado pelos homens (ridicularizado pelo mau testemunho, sem credibilidade de discípulo de Cristo); tampouco sejamos mornos, pois os tais serão vomitados da boca de Jesus ( Apocalipse 3.16). Aquilo que é vomitado não foi integrado ao corpo, não passou a fazer parte do organismo, por isso, precisou ser deitado fora, misericórdia!
O Noivo está chegando e não irá levar sal insípido e nem crente morno. Vigiemos, pois!
MARANATA!


quinta-feira, fevereiro 06, 2020

NÃO VOS ASSUSTEIS...

“...NÃO VOS ASSUSTES... ( Lucas 21.9).

A IGREJA que vai subir está plenamente informada sobre todas as coisas que acontecerão no mundo antes da vinda do Noivo, especialmente aqueles que O amam, e, portanto amam a Sua Palavra, guardam as Suas palavras, os que verdadeiramente são seus discípulos (João 8.31), e não simplesmente evangélicos, cristãos.
Amados, a ordem dada por Jesus e registrada pelos três evangelistas sinópticos, é taxativa: “NÃO VOS ASSUSTEIS.”
A IGREJA que vai subir conhece o Noivo, e por isso está tranquila, não tem medo de nada do que está acontecendo ao seu redor, na verdade ela está alegre, sabendo que está na co tangem regressiva para o momento da grande promessa se realizar: “ VOS LEVAREI PARA MIM MESMO...” aleluia!
Ela não se assusta porque o Noivo disse não vos assusteis; quando Ele fala, ponto final. A Noiva confia no Noivo. Ele não mente, glória a Jesus.
Os fiéis não temem porque “AQUELE QUE HABITA NO ESCONDERIJO DO ALTÍSSIMO, À SOMBRA DO ONIPOTENTE DESCANSARÁ.” (Salmo91.1).
Não tem medo porque está garantido que “...NO DIA DA ADVERSIDADE ELE ME OCULTARÁ NO SEU PAVILHÃO...” (Salmo 27.5).
Se dermos ouvidos às notícias da mídia em geral, especialmente ao que espalham nas redes sociais, iremos acabar sofrendo de crises de transtorno de ansiedade, pânico e outras coisas que nos fazem perder o sono, enfim.
Cuidado com as informações que recebemos, porque embora eu não faça uso das redes, a não ser e-mail, recebi uma informação e passei para um amigo. Ele me retornou informando que é fake news, portanto, notícia falsa. Pedi perdão ao Senhor por ter desobedecido ao que manda a palavra, quando está escrito: “NÃO ESPALHARÁS NOTÍCIAS FALSAS...” (Êxodo 23.1).
Os que são justificados por Cristo, portanto, são justos, esses estão tranquilo quanto aos maus rumores que escutam, pois está escrito: “ NAO SE ATEMPRIZA DE MÁS NOTÍCIAS; O SEU CORAÇÃO É FIRME CONFIANTE NO SENHOR. O SEU CORAÇÃO BEM FIRMADO NÃO TEME.” (Salmo 112.7.8).
Por mais ameaçador que seja o cenário mundial isso já está previsto, quando o Senhor Jesus falou sobre a perplexidade das nações, ou seja, literalmente “beco sem saída”.
Contudo, Jeus disse que “...AO COMEÇAREM ESTÁS COISAS A SUCEDER, EXULTAI E ERGUEI A VOSSA CABEÇA;PORQUE A VOSSA REDENÇÃO SE APROXIMA.” (Lucas 21.28).
Não se assuste por causa de dinheiro. A Igreja que vai subir não depende do dinheiro deste mundo, mas Daquele que a comprou para Deus e que a prata e o ouro é dele (Ageu 2.8).
Não se assuste pela saúde, porque o Senhor que nos comprou conhece cada célula do nosso corpo e elas conhecem a voz do Criador. Somos atingidos porque Ele permite, para um propósito especial e para o nosso bem, se amamos a Ele (Romanos 8.28).
Enfim, nossa atitude é estar preparados confiando que somos salvos pela graça de Jesus, e como está escrito, que Deus não nos deu espírito de medo (2 Timóteo 1.7), e ainda que o verdadeiro amor lança,fora,o medo (1 João 4.18).
Em todas as circunstâncias há esperança para os que estão em Cristo, aleluia!
Os homens estão dizem que a meia noite está chegando, porém, os que estão em Cristo sentem cada dia o Amigo lhe dizer: ELE VEM! VIGIAI,
“ O ESPÍRITO E A NOIVA DIZEM: VEM, (Apocalipse 22.17)
MARANATA!

quinta-feira, janeiro 30, 2020

BEER-LAAI-ROI

“...TU ÉS DEUS QUE. Ê...POR ISSO, AQUELE POÇO SE CHAMA BEER-LAAI-ROI...” (Gênesis 16.13.14).


A expressão “TU ÉS DEUS QUE VÊ “ foi dita por Agar, escrava de Sarai, esposa de Abrão, quando fugia da presença da sua senhora, após ter sido por ela humilhada.
Embora sendo Agar uma mulher egípcia que não conhecia o Deus de Abrão,  Deus manda um anjo para orienta-la. Essas atitudes de Deus me deixam simplesmente estupefacta, pois Ele se revela como quer a quem precisa de ajuda, glória a Deus!
Deus é um Deus que vê! Ele não é como os deuses, os ídolos, pois os tais tem olhos mas não veem.
Deus tem olhos e vê e como está escrito: “O SENHOR O.HA DOS CÉUS; VÊ TODOS OS FILHOS DOS HOMENS; DO LUGAR DA SUA MORADA OBSERVA TODOS OS MORADORES DA TERRA, ELE, QUE FORMA O CORAÇÃO DE TODOS ELES, QUE CONTEMPLA TODAS AS SUAS OBRAS. (Salmo 33.13-15).
Deus vê nossas obras. A maneira como Ele nos vê é bem diferente de como nos vemos e de como os outros nos veem. Está escrito: “ ...ACASO, VÊS TU COMO VÊ O HOMEM?” (Jó 10.4).
Ele disse a Samuel: “...O SENHOR NÃO VÊ COMO VÊ O HOMEM. O HOMEM VÊ O EXTERIOR, PORÉM O SENHOR, O CORAÇÃO.” (1 Samuel 16.7).
Amados, devemos todos os dias glorificar a esse Deus e temer o Seu Nome. Não importa o julgamento que os homens possam fazer acerca de nós, Ele vê o nosso coração.
Agora, vigiemos para não tentar esconder alguma coisa dos Seus olhos. Nada lhe passa imperceptível, absolutamente! Em qualquer lugar Ele nos vê e contempla todas as nossas obras. Um quarto escuro não nos esconde dos seus olhos, pois como está escrito: “...ATÉ AS PRÓPRIAS TREVAS NÃO TE SERÃO ESCURAS; AS TREVAS E A LUZ SÃO A MESMA COISA.” (Salmo 139.12). Ele vê tudo o que há debaixo do céu (Jó 28.24).
Há quem ensine que o casal entre quatro paredes pode tudo, mas  se esquece que Ele vê se nosso comportamento no leito é santo, porque a Palavra nos manda ser santos em toda a nossa maneira de viver, e isso inclui nossa vida íntima conjugal (Hebreus 13.4). Toda e qualquer prática impura macula a santidade devida ao membro do Corpo de Cristo.
Deus vê os que se deixam dominar por um clique em um site de pornografia: Deus vê tudo o que colocamos diante dos nossos olhos; Deus vê aquilo que ouvimos...DEUS. VÊ... DEUS VÊ...DEUS VÊ.
Escrevo estas linhas com muito temor, especialmente para alguém que o Amigo irá levar a ler está postagem, para que seja alertado quanto a maneira como está vivendo. Ninguém sabe, ninguém vê as conversas libidinosas, os encontros furtivos no meio da noite virtualmente, mas Deus vê e nesse caso o adversário também tem visto. O laço está preparado. A queda é fatal. O escândalo muito grande.
Por isso Deus manifestou o Seu amor para com sua vida através deste blog.  Urge fugir! Ainda há tempo: “...ESCAPA-TE POR TUA VIDA” (Gênesis 19.17).
Deus vê e não vê como o homem. Ele vê com amor, com graça, com misericórdia. Quando Ele olha o  Seu olho nos perdoa, se nos arrependemos dos nossos pecados. Ele falou para o Seu povo: “...OS MEUS OLHOS LHE PERDOARAM...” (Ezequiel 20.17).
Assim, meus queridos leitores,  vamos permanecer firmes amando esse DEUS QUE VÊ!
MARANATA!


domingo, janeiro 26, 2020

MINISTÉRIO DESATAR III


“DESATAI-O, E DEIXAI-O IR.” (João 11.44)

O ser desatar é tão importante que Deus, através do profeta Isaías, se refere a esse processo como o jejum que que agrada a Ele, o jejum que Ele escolheu, senão vejamos: “ PORVENTURA, NÃO É ESTE O JEJUM QUE ESCOLHI: QUE SOLTES AS LIGADURAS DA IMPIEDADE, DESFAÇAS AS ATADURAS DA SERVIDÃO, DEIXES LIVRES OS OPRIMIDOS E DESPEDACES TODO JUGO?” (Isaías 58.6).
Enquanto a cabeça estiver atada, não podemos ter a mente de Cristo (1Corintios 2.16), nossos pensamentos não vivem nas coisas de cima (Colossenses 3.2), nossos sentidos ainda vivem influenciados com os desejos do reino de onde saímos...
Assim, sentimos dificuldades de entender a Palavra de Deus, andarmos por fé e não pelo que vemos, ouvir a voz de Deus e outras coisas.
Se as mãos continuam atadas não haverá disposição para o serviço no Reino de Deus, nos seus diferentes aspectos quanto ao serviço aos santos quanto a ajudar no que se fizer necessário, inclusive, no desprendimento ao contribuir financeiramente com a obra de Deus.
Também, com mãos atadas não será possível preparar a comida e muito menos levá-la à boca. Sendo assim, para sobreviver espiritualmente tal pessoa precisa de quem lhe prepare a porção e ainda a coloque na boca.
Lamentavelmente há muitos que não conseguem extrair diretamente da Palavra o alimento espiritual, e são alimentados apenas quando vão ao templo, ou ouvem a Palavra por meio de alguém.
Pés com ligaduras estarão impossibilitados de correr com perseverança a carreira que nos esta proposta, não poderemos sair ao encontro dos sedentos levando-lhes água viva (Isaías 21.14). Sem
condição de andar, mesmo estando vivo, viveremos na dependência de outros, que nos carregam espiritualmente. Para cada inválido, há necessidade de dois sadios. Imagine em uma igreja local com dez pessoas que não caminham, simplesmente vinte estão em função dos dez.
Nosso desejo e oração é pedindo ao Pai celestial que desperte no meio do povo que se chama pelo Seu Nome, um grande número de pessoas disponíveis para se inscrever como desatadores dos que saem do reino da morte.
Jesus não precisou ser desatado, Ele não pertenceu ao reino da morte, Ele não experimentou a morte porque pecou, mas porque Deus o fez pecado por nós (2 Coríntios 5.21).
Jesus ressuscitou livre, aleluia! ELE rompeu os grilhões da morte (Atos 2.24), glória a Jesus!
Os lençóis e ataduras que o prenderam ficaram no túmulo vazio, com um detalhe: o lenço estava dobrado à parte. Quando um Senhor se retirava da mesa e deixava o lenço à parte, os servos conheciam a mensagem: Eu retorno.
Ele, Jesus, virá outra vez e levará para Si mesmo aqueles que comprou e os libertou em seu sangue!
MARANATA!

sábado, janeiro 18, 2020

MINISTÉRIO DESATAR II

“DESATAI-O...” (João 11.44).

Para alguém desatar quem está totalmente atado, ligado por ataduras, envolvido em um lençol, essa pessoa precisa estar completamente livre, desatada. Já passou pelo processo de desligamento das ataduras que teve no reino da morte. Isto significa que já houve o despojamento do velho homem, para que possa se revestir do novo Homem - Jesus.
Ou seja, é um processo de libertação.
A Palavra nos mostra como podemos ser libertos e vivermos em liberdade, pois como está escrito: “PARA A LIBERDADE FOI QUE CRISTO NOS LIBERTOU.” (Gálatas 5.1).
Jesus nos ensinou como ser livres, como está escrito: “DISSE, POIS, JESUS AOS JUDEUS QUE HAVIAM CRIDO NELE: SE VÓS PERMANECERDES NA MINHA PALAVRA, SOIS VERDADEIRAMENTE MEUS DISCÍPULOS; E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ. (João 8.31.32).
Amados, ser libertos pela verdade tem uma condição. O versículo trinta e dois tão citado nos últimos tempos, não é uma oração isolada, o conectivo “e” diz que ela é uma continuação da sentença anterior.
Assim, as escrituras dizem que Jesus falou aos crentes (judeus que haviam crido nele), porém, ainda não eram seus discípulos. O simples ato de crer em Jesus não nos torna seus discípulos. Precisamos permanecer na Sua Palavra, ou seja, permanecer em Jesus, visto que Ele, Jesus, é a Palavra e a Palavra é Jesus (o Verbo, a Palavra pela qual todas as coisas foram feitas João 1.3).
Somente os que permanecem nEle desfrutam da Sua Presença (João 15.4). Somente os tais são verdadeiramente seus discípulos.
Vejam que não somos discípulos por frequentar uma igreja evangélica, tampouco por fazer tudo o que a religião ordena, não nos tornamos discípulos, libertos pela verdade, por mudarmos o nosso comportamento social ou familiar, mas se permanecermos em Jesus, estarmos em Jesus.
Só podem conhecer a Verdade (a Palavra, Jesus, tendo intimidade) os que são discípulos, portanto, os que permanecem nEle.
Dá para entender porque o Ministério Desatar não tem muitos trabalhando nele? Todos quantos não são discípulos, não têm intimidade com a Verdade, portanto, não são libertos!
Como podemos desatar o irmão se nós mesmos estamos com a cabeça enfaixada, mãos e pés ligados, e todo o corpo envolto em um lençol?
Façamos um auto exame para ver se somos livres, pois como está escrito: “SE, POIS, O FILHO VOS LIBERTAR, VERDADEIRAMENTE SEREIS LIVRES.” (João 8.36).
No Corpo de Cristo estão os libertos por Ele, que não estão dominados pelas ligaduras do reino da morte, do reino das trevas, aleluia! Ele, o Cabeça, virá e levará consigo os libertos pelo Seu sangue, glória a Jesus!
MARANATA!

Próximo post continuaremos se o Amigo quiser.
amigadoAmigo lidia

segunda-feira, janeiro 13, 2020

MINISTÉRIO DESATAR: CONVOCAÇÃO

“...ENTÃO ORDENOU JESUS: DESATAI-O, E DEIXAI-O IR.” (João 11.44).

O MINISTÉRIO DESATAR, do Reino de Deus na terra, está convocando cidadãos do Reino que estejam dispostos a trabalhar desatando as vidas que, estando mortos, ouvem a Jesus chamando-os pelo nome e ordenando que saiam das trevas para a luz, ao que obedecem.
Os tais saem contudo continuam atados, envoltos nas ataduras do reino onde se encontravam. O papel de desata-lós não é da competência do Senhor Jesus, mas daqueles que os viram ressuscitar.
Esse trabalho específico não está sendo desenvolvido conforme a necessidade, pois, cada pessoa que recebe a vida de Cristo precisa de quem o desate, e isso só pode ser feito com aproximação. É impossível alguém fazê-lo de longe, tipo, do púlpito.
Por isso que há tantos evangélicos, frequentando igrejas locais, e até ⎌envolvidos em alguns trabalhos, porém, sem estarem completamente livres; ainda continuam presos pelas ligaduras do velho homem, uma vez que o despojamento não foi efetuado, como manda a Palavra (Efésios 4.22).
A falta do despojamento, do desatar, implica na dificuldade de receber a palavra, como está escrito (Tiago 1.21).
E o que está acontecendo em muitas igrejas locais: criaram um culto de libertação, e querem que Jesus desate o povo quando a responsabilidade é nossa. Se prestarmos atenção, são sempre as mesmas pessoas que precisam serem libertas.
O defunto nos tempos de Jesus era envolto em um lençol, tinha a cabeça enfaixada com um lenço, pés e mãos ligados, em suma, estava completamente imobilizado, incapaz de fazer algum movimento,   a visão comprometida, os membros inativos.
Percebem, amados, que há muitos frequentando as nossas igrejas vivendo nesse estado espiritual? Se limitam apenas a ouvir a palavra de Deus e assim se mantêm vivos, ajudados pelo oxigênio fornecido pelos intercessores. Eles não falam de Jesus, não levam pessoas a Cristo, como por exemplo, durante o ano que passou não gerou nem uma ovelha sequer. Também têm dificuldade de enxergar as coisas pela fé, necessitam de quem os carregue na caminhada para a casa do Pai, têm as mãos atadas e por isso sentem dificuldade em contribuir com o Reino e ajudar os necessitados. Prontos sempre a receber e insatisfeitos, não se dispõem a oferecer.
Os que se dispuserem a atender à convocação não deixem de ler a Próxima postagem.
MARANATA!