segunda-feira, outubro 19, 2020

A MONOGAMIA E A CIÊNCIA

 “...ALEGRA-TE COM A MULHER DA TUA MOCIDADE.” (Provérbios 5.18).

No princípio DEUS formou uma mulher do homem e trouxe a ele para ser sua auxiliadora, alguém que lhe fosse idônea. A mulher completava a existência do homem, pois, segundo as escrituras, o homem não foi feito por causa da mulher e sim a mulher por causa do homem (1 Coríntios 11.9).

A ciência genética afirma que toda humanidade descende uma única mulher, a chamada Eva mitocôndrial, visto que o DNA mitocondrial é encontrado apenas na mulher. (Entrevista com o Dr. Aldato Lourenço).


Quando estudamos a embriogênese podemos observar a maravilha da fecundação do ser humano, e perceber a grandeza do Criador, bem como o cuidado com o gameta feminino. Todas as células reprodutoras femininas (óvulos ou ovócito), são formadas no terceiro mês de vida intrauterina, embora só comecem a ser eliminados pelos ovários a partir da menarca.

Com raras excessões, um óvulo é eliminado mensalmente e captado pela trompa de Falópio, o de deverá ser fecundado. Essa célula reprodutora feminina é protegida por um tipo de cerca elétrica chamada “corona radiada”, que impede a invasão dos espermatozóides, a célula reprodutora masculina. 

Uma verdadeira multidão de espermatozoides (após muitos terem morrido nessa corrida ao óvulo) tenta penetrar, rompendo aquela cerca protetora. Enquanto está sendo cortejado, disputado, o óvulo está tranquilo.

No momento determinado por Deus, um dos espermatozoides rompe a cerca e penetra no óvulo, apenas a cabeça, enquanto a cauda é descartada. O óvulo por sua vez também se divide, e agora, das duas metades, forma-se a célula-ovo onde uma vida já está no mundo! 

A cabeça do espermatozoide penetra e ensina que o governo está com a figura masculina (sem machismo por favor, a Bíblia diz 1 Coríntios 11.3). As duas células reprodutoras agora se tornam uma só, geneticamente possuindo características das duas, glória a Deus.

Assim, o princípio da monogamia (uma mulher para um homem) é o propósito de Deus desde o princípio. O pecado, entretanto, distorceu o propósito de Deus e que podemos ver é que a cada geração a destruição da família vai aumentando. O sofrimento da mulher por causa de vários relacionamentos tem sido devastador na sua vida emocional, provocando as doenças psicossomáticas e incuráveis, misericórdia Deus!

Na realidade Deus quis preservar a vida sentimental da mulher, mas o diabo, aquele que veio para matar, roubar e destruir tem levado vantagem sobre a mulher, tonando-a infeliz, mal amada, insatisfeita, mau humorada, o que repercute seriamente na vida dos filhos, se os tiver.

A boa notícia é que não importa a vida que se levou antes de receber a graça de Jesus, Ele transforma tudo, faz tudo novo e onde abundou o pecado superabundou a graça, aleluia! Ele não lembra mais dos nossos pecados e das nossas iniquidades, simplesmente alerta para que não pequemos mais! 


Uma mulher que não vivesse moralmente integra era condenada à morte e morria mesmo. Veio, porém, Jesus, a graça que se manifestou trazendo salvação a todos os homens, alcançando com perdão todos quantos confessam a Jesus como Salvador e Senhor da sua vida, glória a Jesus!

Recebemos a graça e com ela temos o direito de filhos de Deus, irmãos de Jesus, Deus morando em nós pelo Espírito Santo, perdão dos pecados, certeza de vida eterna, ajuda nas fraquezas, um intercessor diante de Deus - Jesus, comunhão com Deus, somos santos em Cristo, somos supridos em todas as necessidades, enfim, a lista é muito grande, cada leitor complete com o que  Deus tem feito em sua vida.

Portanto meus queridos, nosso sofrimento na verdade tem a ver com a nossa desobediência ao projeto de Deus para o homem desde o princípio.

A alegria é que um dia não mais estaremos sujeitos ao pecado, porque seremos semelhantes a Jesus!

MARANATA!



sábado, outubro 10, 2020

EU SEI O PORQUÊ

“SE PELA TRANSGRESSÃO DE UM SÓ A MORTE REINOU POR MEIO DELE, MUITO MAIS AQUELES QUE RECEBEM DE DEUS A IMENSA PROVISÃO DA GRAÇA E A DÁDIVA DA JUSTIÇA REINARÃO EM VIDA POR MEIO DE UM ÚNICO HOMEM, JESUS CRISTO.” (Romanos 5.17).

Aleluia! Glória a Deus pela imensa provisão da graça! Ei, essa imensa provisão da graça recebemos de Deus meus amados! Não depende de nós mas dEle. 
Estive a pensar como no Antigo Testamento as pessoas não tinham o privilégio que temos como Igreja do Senhor Jesus Cristo. Elas não tinham Jesus, a graça que se manifestou, não tinham um Sumo sacerdote que se compadece das nossas fraquezas, não tinham o Amigo, o Paracleto, Aquele que se coloca em nosso lugar para ajudar nas nossas fraquezas, não tinham a Palavra escrita como a temos hoje, não tinham uma Igreja, um Corpo, para interceder por eles, enfim, coitados...
Vemos por exemplo, Caim, vencido pelo pecado (mesmo tendo sido avisado pelo próprio Deus),   matou o irmão e foi lançado da presença de Deus, sem a menor chance de arrependimento (Gênesis 4.14).
Nos nossos dias, a Palavra nos diz que aquele que odeia seu irmão é assassino (1 João 3.15), portanto é semelhante a Caim, porém, porque a graça se manifestou, tal pessoa tem oportunidade de se arrepender, pedir perdão, perdoar e ser restaurada na sua comunhão com Deus, aleluia! Glória a Jesus pela  Sua maravilhosa graça!
O primogênito de Isaque, Esau, vinha do campo faminto, sente o cheiro de um saboroso guisado  feito por seu irmão gêmeo Jacó. Fez o pedido mas Jacó aproveitou a oportunidade da necessidade do irmão e fez a proposta da troca: a comida pelo direito da primogenitura! Pegar ou largar. Esau foi vencido pelo Deus ventre. Não valorizou o direito que tinha como primogênito, pelo contrário, desprezou-o! A barganha foi feita com juramento. Deus considerou a atitude de Esau, e como está escrito mesmo tendo buscado com lágrimas, não achou lugar de arrependimento! Foi considerado fornicário (impuro) e profano. Não teve oportunidade de perdão! Perdeu, e perdeu para sempre!
Hoje há muitos que experimentam a salvação, a comunhão com Deus e depois são vencidos 
pelo mundo abandonando o primeiro amor. Contudo para os tais ainda  há esperança se houver arrependimento (Apocalipse 2.4.5). A graça pode alcançá-los e restaura-los para que um dia, se permanecerem fiéis, ocupem o lugar preparado por Jesus na casa do Pai, glória a Deus!
E por que não lembrar de um líder chamado Saul, o primeiro rei de Israel. Um homem que recebeu o Espírito de Deus confirmando a unção do profeta Samuel como rei, profetizou, experimentou vitórias dadas por Deus por seu intermédio, foi aprovado pelo povo, porém, foi vencido pelo orgulho e, precipitadamente, não obedeceu à ordem do Senhor, ofereceu sacrifícios e foi reprovado! O orgulhoso não sabe esperar! O orgulhoso não assume suas atitudes erradas e coloca a culpa nos outros como fez Saul ( 2 Samuel 13.8-12). 
O vírus luciferiano do orgulho se manifestou de tal maneira na vida daquele líder, a ponto de ele levantar um monumento para si! (1 Samuel 15.12). Mais uma vez reprovado! Não houve chance para Saul, porque o próprio Deus retirou dele a Sua misericórdia! (2 Samuel 7.15). Que desgraça! Um líder rejeitado, sem desfrutar da misericórdia de Deus, mesmo as Suas misericórdias não tendo fim e se renovando a cada manhã (Lamentações 3.22.23).
Saul não deixou herdeiro no trono de Israel, pois três dos seus filhos morreram no mesmo dia que ele, e o único filho que ficou e que por política foi colocado para reinar, em apenas dois anos foi morto de maneira violenta. Toda a família sofreu as consequências de um homem orgulhoso! Saul não conheceu Jesus, tampouco a Sua maravilhosa graça, não tinha como ser alcançado. 
Na dispensação da graça, há oportunidade para o orgulhoso, até para aqueles que fazem monumentos para perpetuar o seu nome. Basta tão somente se arrepender, se humilhar debaixo da potente mão de Deus, pois todos quantos se humilham, isto é, são humildes recebem a graça, pois ela é dada aos humildes (Tiago 4.6). Deus abate o soberbo, mas exalta aquele que se humilha, e não os que são humilhados como muitos apregoam (Mateus 23.12; Lucas 14.11; 18.14).
Meus queridos e amados irmãos, valorizemos a graça de Deus manifestada - JESUS! Procuremos praticar o que ela nos ensina (Tito 2.12), para que não sejamos envergonhados na vinda de Jesus.
Pense bem: se não fosse pela graça quem de nós escaparia da ira de Deus? Ninguém amados! Nós falhamos, pecamos, o pecado habita em nós, mas temos a liberdade de “ACHEGUEMO-NOS,  PORTANTO, CONFIADAMENTE, JUNTO AO TRONO DA GRAÇA, A FIM DE RECEBERMOS MISERICÓRDIA E ACHARMOS GRAÇA PARA SOCORRO EM OCASIÃO OPORTUNA.” (Hebreus 4.16).
Portanto, queridos, “COMO ESCAPAREMOS NÓS, SE NEGLIGENCIARMOS TÃO GRANDE SALVAÇÃO?” (Hebreus 2.3).
MARANATA!

sábado, outubro 03, 2020

ESPERAR DESCANSANDO

 “DESCANSA NO SENHOR E ESPERA NELE...” (Salmos 37.7).

Estive conversando com o Pr. Dennis sobre esperar no Senhor e ele fez a seguinte ilustração: Uma pessoa vai viajar e, após comprar a passagem, se dirige à plataforma de onde o ônibus sairá. O ônibus está parado lá, mas o motorista ainda não chegou. Há muitas pessoas que também irão viajar naquele ônibus e estão em pé na plataforma esperando o motorista chegar. Todos têm a liberdade de entrar no ônibus, que por sinal é bastante confortável, e sentado aguardar a hora da partida. O motorista irá chegar a qualquer momento e conduzirá o veículo em segurança ao lugar do destino.

A pessoa pode entrar no ônibus, sentar-se para esperar com tranquilidade, ou ficar de fora em pé sujeito a ser roubado, exposto ao sol e a chuva, ao vento e ao calor, enquanto acaba sendo dominado pela ansiedade reclamando da espera e por não saber quando aquele ônibus a levará para onde precisa chegar.

O melhor mesmo é esperar no ônibus, sem dúvida alguma! Enquanto espera confortavelmente pode até cochilar, pois tem certeza de que na hora certa vai acontecer.

Assim acontece conosco que ao invés de obedecermos à Palavra “DESCANSA NO SENHOR E ESPERA NELE”, ficamos de fora murmurando, nos queixando, nos sentindo injustiçados, estressados pela espera... E o mais grave: pedimos que Deus abrevie o tempo mas nada acontece.

Amados, Deus não contraria a Sua bendita Palavra, Ele a cumpre fielmente, glória a Deus! E está escrito: “PORQUE DESDE A ANTIGUIDADE NÃO SE OUVIU, NEM COM OUVIDOS SE PERCEBEU, NEM COM OS OLHOS SE VIU DEUS ALÉM DE TI, QUE TRABALHA PARA AQUELE QUE NELE ESPERA.” ( Isaías 64.4). Atentou para o pequeno detalhe de que Ele trabalha para aquele que nele espera? Veja como tem gente enganada dentro das igrejas locais. Ao invés de descansar e esperar, fazem vigílias, consagrações, dias consecutivos de jejum, votos, campanha, propósito, enfim, mas não esperam no Senhor. Ficam fora do ônibus ansiosas, estressadas, atribuladas, sem dormir... e Deus não trabalha! Triste! Para esperar nEle é condição indispensável estar nEle. Não basta ser evangélico, cristão, protestante, crente, ter cargo eclesiástico, tem que estar em Cristo.

Pense comigo: para descansar naquilo que uma pessoa nos promete e esperar com paciência, com tranquilidade, se faz necessário confiar nessa pessoa que prometeu. Para confiar em alguém  precisamos conhecer esse alguém; não conhecer de apresentação apenas, porém de desenvolver uma amizade e um relacionamento de convivência, como é apresentado na Bíblia. Conhecer = intimidade. 

No relacionamento onde há intimidade conhecemos a voz do outro, o que ele gosta, o que lhe agrada, o que lhe entristece, dependendo do nível de intimidade conhecemos até o cheiro da pessoa, o modo de andar, enfim.

Aqueles que não desfrutam de intimidade com Deus e com Jesus não têm a vida eterna, pois está escrito: “E A VIDA ETERNA É ESTA: QUE TE CONHEÇAM A TI SÓ POR ÚNICO DEUS VERDADEIRO, E A JESUS CRISTO A QUEM ENVIASTE.” (João 17.3).

A principal razão porque não esperamos no ônibus, descansando, é a falta de conhecer a Deus! Quando O conhecemos como único Deus verdadeiro (que não mente), podemos confiar nEle, e confiando descansamos, enquanto descansamos esperamos tendo como resultado Deus trabalhando para aquele que nele espera, aleluia!

E ainda existe outras vantagem por esperar no Senhor: “ ...OS QUE ESPERAM NO SENHOR RENOVAM AS SUAS FORÇAS, SOBEM COM ASAS COMO ÁGUIAS, CORREM E NÃO SE CANSAM, CAMINHAM E NÃO SE FATIGAM.” (Isaías 40.31). Glória a Deus!

O Pai trabalha e o Filho também (João 5.17); O Senhor não dorme (Salmos 121.3).

E aí? Esperar no ÔNIBUS ou fora? As coisas vão mudar para melhor. Sem estresse, amados!

MARANATA!


sexta-feira, setembro 25, 2020

COMENDO NA PRESENÇA DE DEUS

 “...PARA COMEREM PÃO COM O SOGRO DE MOISÉS NA PRESENÇA DE DEUS.” ( Êxodo 18.12).

Lendo mais uma vez esse texto, alguma coisa me chamou a atenção: uma reunião de líderes que comiam pão na presença de Deus. Muito interessante.

Na antiga aliança a presença de Deus era coisa rara, pois Deus se relacionava à distância com o povo e com seus líderes. Ouviam a voz de Deus e, quando Deus se manifestou no monte Sinai, o espetáculo foi tão terrível que até o próprio Moisés disse: “ESTOU ATERRADO E TRÊMULO.” (Hebreus 12.21).

Como Igreja Corpo de Cristo, desfrutamos da presença de Deus dentro de nós aleluia! Que grande privilégio! Assim, vivemos sempre na presença de Deus; onde estamos, em todo e 

qualquer lugar, glória a Deus!

 Não entendo como há pessoas que quando chegam no templo e oram dizendo: agora que estamos na Tua presença... ou, mais uma vez na Tua presença... Onde estavam antes de chegar ao templo?

Precisamos ter conscientização da Presença em nós meus amados. Será que todos que se dizem cristãos, evangélicos, comem na presença de Deus? Como é nosso momento de refeição? Sentimos a Presença de Deus enquanto comemos? Agradecemos antes de comer? Aproveitamos o momento como família com alegria ou com estresse? A Bíblia diz: “...NA TUA PRESENÇA HÁ PLENITUDE DE ALEGRIA...” (Salmos 16.11). É possível que a hora da refeição seja um tempo para falar mal uns dos outros? ( Tiago 4.11); ou mesmo para julgar alguém? ( Mateus 7.1); ou talvez para nos queixarmos de alguém? (Tiago 5.9).

Comer na Presença de Deus deve ser um momento em que a conversa seja para edificação (Efésios 4.29). Evitemos assuntos sobre coisas do reino das trevas, pois não nos edificam. Também não devemos ficar assistindo programas ou jornais onde as notícias provocam maior acidez no estômago, trazendo, assim dificuldades no trato digestório.

Desfrutemos dessa Presença maravilhosa, pois não sabemos a hora em que haveremos de estar na Presença viva de quem nos tirou das trevas para a sua maravilhosa luz.

MARANATA!


quarta-feira, setembro 16, 2020

FOOD DELIVERY (ENTREGADOR DE COMIDA)

 “...LEVANTA-TE E COME.” (1 Reis 19.5).

A irmã estava em casa quando o Amigo lhe trouxe à lembrança uma esposa de pastor que mora em um Estado muito longe do seu. Chamou-a pelo telefone e, de pronto foi atendida. Ao se identificar, perguntou como ela estava, tendo como resposta: estou péssima! 

O Amigo lhe disse: Ore! O Espírito Santo deu a palavra de oração (devemos orar no Espírito Santo - Efésios 6.16), entremeada com hinos de louvor e com a Palavra. Foi um momento maravilhoso! Ao final a esposa do pastor estava cantando e dizendo que precisava louvar mais ao Senhor dentro da sua casa. 

Amados, há tantos ociosos no Reino de Deus! Em meio a tantas necessidades entre os membros do Corpo, ainda existem aqueles que estão buscando cargos eclesiásticos na igreja local, enquanto sequer sabem qual a sua função no Corpo de Cristo.

Quando o profeta Elias estava vivendo um sério momento de esgotamento total (espiritual, emocional e físico), reuniu as últimas forças e caminhou até o deserto onde, em seu ânimo, pediu a morte. Se ele quisesse mesmo morrer teria enfrentado a rainha!

Dormiu... 

Deus em sua misericórdia atentou para o estado de fraqueza do seu porta-voz e lhe enviou socorro. Um anjo trouxe-lhe comida, o que ele precisava naquele momento: pão e água! O pão não estava velho, mas cozido sobre pedras em brasas, quentinho (Deus tem pão fresco! Não se contente com pão congelado).

O profeta não perguntou quem mandou o alimento, quem era o portador, simplesmente comeu, bebeu, e voltou a dormir. O “ food delivery “ tornou a ordenar que o profeta se levantasse e comesse, e ainda lhe disse o porquê ela precisava se alimentar: “...O CAMINHO TE SERÁ SOBREMODO LONGO.” (1 Reis 19.7). Uau! Então Elias não iria morrer! E assim foi.

O Senhor nos falou da necessidade do nosso tempo presente: precisa-se de “FOOD DELIVERY “ alguém que se disponha a obedecer a ordem do Cabeça do Corpo, e levar pão fresco para  hiatos que se encontram prostrados por sentirem as forças se terem esgotado. E o detalhe importante: não se faz necessário ter diploma de bacharel em teologia, ter muito conhecimento bíblico, porque a refeição é simples: pão e água, ou seja a pura palavra de Deus - JESUS!

Há um grupo de dons  que não é muito mencionado em nosso meio, aliás, não são muitos os que se dispõem a ser usados na manifestação desse dons. “A UNS ESTABELECEU DEUS NA IGREJA...SOCORROS...” (1 Coríntios 12.28). Dons de socorros (plural) precisam estarem em ação através dos membros do Corpo. Se estamos em sintonia com o Espírito Santo, Ele nos orienta para prestar socorro ao membro do Corpo com necessidade. Só precisamos ser sensíveis ao comando que recebermos e obedecer.

A irmã estava na EBD quando o telefone chamou. Saiu para atender. Era uma médica da igreja, em prantos, pedindo que orasse por ela. O Espírito Santo deu o comando: vá à casa dela agora!Obedeceu. Avisou que estava indo e ao chegar lá, encontrou a irmã angustiada por causa do resultado de um exame que tinha feito e, como médica sabia que o quadro era sério. Conversaram sobre a palavra e oraram. Ao final cantaram juntas. A medica ficou confortada e confiante no Senhor. Depois de alguns dias, para glória de Deus, um novo exame, um novo resultado: estava curada! Aleluia!

Tanto tempo perdido em redes sociais trocando mensagens congeladas e até falsas notícias, quando há tanta necessidade de pessoas que levem comida quentinha para os que se encontram cansados e abatidos. Um simples telefonema onde a palavra de Deus é passada como pão e água que refrigera a alma, faz toda diferença! Há viúvas idosas isoladas pela situação do momento, que não podem receber visitas, mas que se sentirão amadas pelos irmãos ao receberem uma palavra de viva voz, não meras mensagens sem vida, uma oração, uma palavra encorajadora na fé. Isso é a prática da verdadeira religião (Tiago 1.27). 

De igual modo aqueles que estão enfermos carecendo de serem fortalecidos em seu homem espiritual, líderes que já não estão na cadeira de honra como antes, precisam ouvir o que diz as escrituras, porque como está escrito elas consolam e trazem esperança (Romanos 15.4). Chame para cantar com eles, compartilhar experiências de fé, até mesmo conversar coisas que os façam rir (muitos já nem sabem mais sorrir).

E como está escrito: “...ENQUANTO TIVERMOS OPORTUNIDADE, FAÇAMOS O BEM A TODOS, MAS PRINCIPALMENTE AOS DA FAMÍLIA DA FÉ.” (Gálatas 6.10). E ainda está escrito: “PORTANTO, AQUELE QUE SABE QUE DEVE FAZER O BEM E NÃO O FAZ NISSO ESTÁ PECANDO.” (Tiago 4.17).

Meus amados e queridos leitores, lembrando sempre de que tudo quanto fizermos a um dos pequeninos de Jesus a Ele o fazemos. Procuremos, então, fazer sempre o que é bom.

MARANATA!



quarta-feira, setembro 09, 2020

URGENTE: NÃO NOS CONTAMINEMOS, AMADOS! DOIS

   “...NÃO CONTAMINARAM AS SUAS VESTES...” (Apocalipse 3.4)

Continuando em nossa reflexão, podemos perceber que, apesar da igreja está vivendo um momento crítico, a começar com a liderança, todavia, estava lá, no meio do povo, um pequeno grupo que não se contaminaram como os demais! Eles não abandonaram a congregação, não pediram transferência para outra igreja local, saindo infectados e infectando onde chegavam, tampouco permaneceram, porém insatisfeitos, murmuradores, críticos, queixosos, enfim, contaminados pelos pecados da língua. A língua meus queridos é uma fonte terrível de contaminação (Tiago 3).

Se dermos uma olhada na Antiga Aliança, vamos encontrar um homem chamado Obadias, que, segundo está escrito, temia muito ao Senhor (1 Reis 18.3), embora servindo a uma liderança idolatra e ímpia (Acabe e Jesabel)  mesmo assim se manteve fiel, não se contaminou com o pecado dominante a sua volta. Também não se rebelou contra o seu senhor, mas permaneceu firme em sua fé e temor ao Deus de Israel!

Assim agiram os crentes de Sardes, aquele pequeno remanescente! Independente de estar sob uma liderança morta, sem vida espiritual, e, por consequência sem visão de Reino, sem sensibilidade, mais preocupada com as aparências (nome de que vive), pois isso traz a aprovação dos homens.

E eles estavam lá! Firmes na fé, vigiando para não se contaminar, porque a atitude fora deles, eles não contaminaram suas vestes, tiveram cuidado de manter as vestes constantemente lavadas no sangue de Jesus (Apocalipse 22.14), andando na luz, tendo comunhão com os irmãos e, como resultado o sangue de Jesus Cristo lhes purificando de todo pecado (1 João 1.7). Aleluia!

Os espíritos enganadores estão dominando as mentes de muitos que se chamam pelo Nome do Senhor, para que eles se achem purificados pelo sangue, sem contudo andar na luz e ter comunhão uns com os outros, mentira, engano...

Para que tenhamos comunhão precisamos viver o amor como Cristo nos amou sem esfregar na nossa cara os nossos erros. Como manter comunhão com alguém a quem discordamos e não só discordamos, mas criticamos, acusamos, denunciamos, difamamos, avaliamos segundo o nosso orgulho? Sem comunhão não manteremos vestes sem contaminação, jamais! 

Amados, se hoje o Senhor Jesus avaliar nossa igreja local, poderá encontrar em nós alguém que não está infectado com o vírus luciferiano? Uma das razões para contaminamos nossas vestes é o nosso orgulho.

Revistamo-nos de humildade (Colossenses 3.12), vigiemos para que sejamos achados por Ele irrepreensiveis, em paz e ser avaliados como dignas de andar com Ele de branco, na Nova Jerusalém!

MARANATA!

terça-feira, setembro 08, 2020

URGENTE: NÃO NOS CONTAMINEMOS, AMADOS!

 “...POUCAS PESSOAS QUE NÃO CONTAMINARAM AS SUAS VESTIDURAS...” (Apocalipse 3.4).

É com muito temor e tremor que escrevo essas linhas meus queridos... sinto o coração apertado, alguma coisa que não consigo explicar, diante do que o Amigo me mandou escrever. Careço totalmente da ajuda dEle, por misericórdia.

Nesta nossa jornada no Reino e nas igrejas locais por onde passamos, temos acompanhado situações onde os membros daquela comunidade se sentem insatisfeitos, de alguma maneira com atitudes de suas lideranças. Há queixas, questionamentos, exigências, desconfiança, enfim.

Alguns acabam por se afastarem daquele rebanho, procurando um rebanho onde as coisas estejam conforme a aprovação deles, ou melhor, sejam satisfatórias aquilo que esperam em um rebanho. Contudo, depois de um tempo, descobrem que o mesmo problema está também existindo ali, afinal, o vírus luciferiano do orgulho continua agindo nas nossas vidas. E agora? Mais uma decepção e assim de decepção em decepção, tomam a decisão de ficar em casa, porque para seguir Jesus, ser evangélico não precisa estar em igreja nenhuma, mas confessar a fé nEle. 

A realidade atual é um grupo enorme de desigrejados, ovelhas sem pastor, sem uma liderança espiritual, sem ter quem lhes corrija, admoeste, repreenda, não estando, portanto, debaixo de uma autoridade, o que a Palavra de Deus ordena. (Romanos 13.1).

 Fazer parte de uma congregação é fundamental para o desenvolvimento da comunhão, do exercício do amor fraternal, para crescer com a experiência do irmão, para ser ajudado na hora da dificuldade(quando somos conhecidos somos lembrados mais facilmente). Por causa do vírus, preferimos ser um ilustre desconhecido, visitante de diferentes congregações. Que grande engano! Como um membro do corpo pode viver isolado dos outros? Vírus!

Como viver sem estar com as vestes contaminadas, quando sabemos que vírus é um instrumento de contaminação? Haja visto o COVID 19, os cuidados exigidos para evitar a contaminação?

Ao fazer o diagnóstico daquela igreja local, a começar da liderança, o Senhor Jesus escreve à priori: “...TENS NOME DE QUE VIVES E ESTÁS MORTO.” (Apocalipse 3.1). Fala Aquele que sonda mente e corações! Fala Aquele que não vê como vê o homem! Fala Aquele não se deixa enganar por manipulação virótica! Fala Aquele com quem um dia todos nós teremos de tratar face a face!

Contudo, o crivo analisador do Todo Poderoso continua passando em Sardes! E os Seus olhos encontram finalmente, um pequeno grupo diferente, glória a Deus! Nem tudo está perdido. Há esperança, o remanescente fiel foi identificado, aleluia!

Como foi possível aquela gente se manter sem contaminação? Se hoje os olhos que procuram os fiéis da terra pararem para avaliar a igreja local onde congregamos, como seríamos avaliados e diagnosticados? 

Pensemos por hoje meus amados.

MARANATA!