terça-feira, agosto 04, 2020

UM PAI COBIÇOSO

“...VI...COBICEI-OS E TOMEI-OS... (Josué 7.21).

O povo de Israel acabara de atravessar o Jordão! Enfim, na terra prometida! Deus é fiel! Agora, só resta fazer as conquistas, sabendo, já de antemão, que serão vitoriosos, pois o Deus que prometeu mete-lo na terra não falhou.
Jericó: a primeira cidade a ser conquistada, portanto, aquela era a primicia das conquistas, e como todas as primícias serão do Senhor, a ordem foi para que nada fosse tirado como despojo, tudo ali era do Senhor.
É um perigo ficar com as primícias que pertencem ao Senhor! 
Acã, da tribo de Judá, desobedeceu! Não se pode precisar os motivos que o levaram a ser dominados pela cobiça, e como está escrito: “...ESTE ESPÍRITO DE GANÂNCIA TIRA A VIDA DE QUEM O POSSUI.” (Provérbios 1.19). Foi exatamente e que aconteceu com Acã! 
O que é lamentável, é o fato de que as consequências não caíram apenas sobre ele! Deus houvera dito que o tal cobiçoso, desobediente, que se apropriou de coisas que eram consagradas a Deus deveria ser queimado c9m tudo o que era seu, meu Deus! (Josué 7.15). 
E a ordem foi cumprida. Por causa de cobiçar coisas materiais, aquele pai sacrificou todos os seus filhos, pois “...TO,ARAM ACÃ, FILHO DE ZERA, E A PRATA E A CAPA, E A BARRA DE OURO, E SEUS FILHOS, E SUAS FILHAS, E SEUS BOIS, E SEUS JUMENTOS, E SUAS OVELHAS, E SUA TENDA, E TUDO QUANTO TINHA E LEVARAM-NOS AO VALE DE AÇOR...E TODO O ISRAEL O APEDREJOU; E, DEPOIS DE APEDREJA-LOS, QUEIMOU-OS.” (Josué 7.24.25).
Já imaginou se hoje todos os pais cobiçosos sofressem semelhante castigo, e ainda levando junto seus filhos? Glória a Deus que estamos na dispensação da graça!  Glória a Jesus que pagou o preço por nós, cumpriu a lei e a justiça de Deus caiu sobre Ele e como está escrito: “AQUELE QUE NÃO CONHECEU PECADO, ELE O FEZ PECADO POR NÓS; PARA QUE, NELE, FÔSSEMOS FEITOS JUSTIÇA DE DEUS.” (2 Coríntios 5.21). Aleluia! 
Um dos requisitos para escolha de líderes na Igreja é que ele não seja “COBIÇOSO DE TORPE GANÂNCIA.” (Tito 1.7).
Queridos pais, a melhor herança que um pai pode deixar para os filhos, é um exemplo de temor, obediência e fidelidade a Deus, ensinando-os através do dia-a-dia a viver por fé, a depender de Deus como servo, sabendo que “A BENÇÃO DO SENHOR É QUE ENRIQUECE, E NÃO ACRESCENTA DORES.”:(Provérbios 10.22).
MARANATA!

domingo, agosto 02, 2020

UM PAI QUE VIVIA NA CASA DO SENHOR (semana dos pais)

“...HAVENDO-O DESMAMADO, LEVOU-O CONSIGO...À CASA DO SENHOR, A SILÓ.” (1 Samuel 1.24).

Quem não se lembra da história do sacerdote Eli? Como sacerdote ele vivia no templo, contudo, já não tinha o privilégio de ouvir a voz de Deus! O Senhor precisou lhe mandar mensagens através do menino Samuel.
É um perigo ser sacerdote velho! Pai e sacerdote, porém não estava honrando a Deus em primeiro lugar, apesar do ter sido escolhido pelo Senhor (1 Samuel 2.28/29). O problema não era a velhice biológica, mas o envelhecimento espiritual!
O profeta Aías, mesmo idoso e sem enxergar não foi enganado quando a esposa de Jeroboão se disfarçou a mando do marido, para procurá-lo, a fim de ouvir a palavra do Senhor. Aías ouvia a voz de Deus! Idade avançada, limitações naturais de um corpo envelhecido não nos impede de ter comunhão e intimidade com Deus! Jamais a velhice será um empecilho entre um verdadeiro filho de Deus e o Pai!
Há muitos que estão desesperados por não poderem ir ao templo nestes dias de pandemia, especialmente os idosos. Esquecem de que cada um dos que estão em Cristo é templo de Deus.
Conforme Jesus falou à mulher samaritana, a adoração ao Pai independe de lugar físico. O que realmente faz a diferença é como adoramos.
Na nova aliança temos uma grande diferença nesse aspecto em relação à antiga aliança.
Na AA a presença de Deus se manifestava no templo físico, mais especificamente na arca do concerto, que ficava no lugar santíssimo separado do lugar santo pelo véu. Naquele lugar só podia entrar uma vez ao ano, o Sumo Sacerdote, pois do contrário, quem se aproximava da arca era ferido ou morria (Samuel 6.19; 2 Samuel 6.6.7).
Hoje temos a Arca em nós, aleluia! Não precisamos frequentar o templo para entrar na presença de Deus. Temos a Sua presença vinte e quatro horas em nós enquanto estivermos em Cristo, glória a Jesus!
Devemos nos reunir no templo, sim, para a comunhão dos irmãos, para oferecer nossa adoração, nosso louvor, nosso serviço, junto com os filhos de Deus ali reunidos em nome de Jesus. Ele prometeu estar onde nos reunirmos em Seu Nome. NUNCA POR RELIGIOSIDADE! NUNCA POR OBRIGAÇÃO, mas para “...APRESENTAR OS NOSSOS CORPOS EM SACRIFÍCIO VIVO, SANTO E AGRADÁVEL A DEUS QUE É O VOSSO CULTO RACIONAL.” (Romanos 12.1).
Lamentavelmente há muitos que não se afastam do templo, não perdem reunião porque se sentem aliviados, ouvem a Palavra de Deus, pensam que deste modo poderão agradar a Deus, todavia, não sentem a Presença de Deus em si, não ouvem a voz do Amigo Espírito Santo em qualquer lugar que estejam, não entram no lugar santíssimo, não têm acesso ao trono da graça. Para estes o véu ainda não foi rasgado. Entendem que tal irmão ou irmã pode orar por ele e Deus atender e não a ele mesmo.
Por isso é muito mais fácil entrar no templo, pois qualquer um pode fazer porém entrar no Lugar Santíssimo, somente por Jesus, só e somente por Ele temos acesso ao Pai (Efésios 2.18). Todos os sacerdotes tinham livre acesso e a Igreja é sacerdócio real, e nos, sacerdotes (Apocalipse 5.10).
O salmista não tinha acesso ao templo, pois desejava estar nos átrios, ou mesmo à porta da casa de Deus (Salmos 84). (Ainda tem quem cante que quer habitar nos átrios...).
Deus havia proibido algumas pessoas entrar na sua casa, tipo, eunucos, filhos ilegítimos (Deuteronômio 23.1). Os gentios (quem não era povo de Israel) de modo nenhum podiam entrar no templo. Essa foi uma das razões da prisão de Paulo em Jerusalém (Atos 22.29).
Eli vivia no templo, mas não era templo... e o pior, mesmo sendo sacerdote não tinha acesso a Deus e colocou “Por isso, jurei que os pecados de Eli e de seus filhos jamais serão perdoados por meio de sacrifícios nem de ofertas”.” (1Samuel‬ ‭3:14‬ ‭NVT‬‬).
Meus amados, ELI e seus filhos não tiveram o privilégio que temos sendo Igreja, Corpo de Cristo. Mesmo sendo sacerdotes nunca experimentaram a graça de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!
Procuremos cada dia amar a Jesus mais e mais, pois deu a Sua vida em nosso lugar para que através do seu sangue tivéssemos a remissão dos nossos pecados.
Sejamos templos onde a presença de Deus sem uma realidade, onde Sua glória se manifeste. Que sejamos Casa de Oração, Casa de sacrifício, Casa do Senhor, Casa de Deus!
Sendo Templo de Deus aqui habitaremos nas moradas da Casa do Pai!
MARANATA!



terça-feira, julho 28, 2020

PLANOS...PENSAMENTOS...IDEIAS...

“É DA NATUREZA HUMANA FAZER PLANOS, MAS A RESPOSTA CERTA VEM DO SENHOR.” (Provérbios 16.1).

Fazer planos faz parte da nossa natureza. E com os planos, via de regra, vem os sonhos. Mesmo na velhice não há motivos para deixar de sonhar, pois como está escrito, um dos resultados do derramamento do Espírito Santo, seria “...SONHARÃO VOSSOS VELHOS.” ( Atos 2.17). Que promessa gloriosa!
Ouvimos muito se falar nos sonhos de Deus, mas, será mesmo que Deus sonha? Como pode sonhar, Alguém que conhece todas as coisas, nada lhe está oculto? Sonha aqueles que não enxergam o próximo minuto de sua vida, jamais, porém, Aquele que todas as coisas estão nuas e patentes aos seus olhos (Hebreus 4.13), glória a Deus!
A Biblia nos traz exemplo de pessoas que fizeram planos, cujos planos não aconteceram como o esperado, porém, como o Soberano havia determinado.
Quando lemos a história de José, vemos que o plano dos seus irmãos era tirá-lo de cena, primeiro matando-o, depois vendendo-o como escravo. Agora, acabaria assim, com aquele que lhes era tropeço.
Todavia, os planos (pensamentos) de Deus eram totalmente diferentes! Eles jamais poderiam imaginar que seu irmão desaparecido seria a pessoa mais importante do Egito, abaixo do Faraó, e que eles seriam dependentes dele!
Hamã, se tornou inimigo dos judeus por Mardoqueu não inflar seu orgulho, se prostrando diante dele.
O plano maligno para se vingar fora não somente contra Mardoque, mas sim, contra todo o povo judeu. O vírus luciferiano dele se tornou uma virose severa que o levou a óbito! A forca preparada para o servo de Deus acabou por ser inaugurada pelo que a mandara fazer! As consequências do plano para enforcar Mardoqueu alcançou os seus dez filhos, que lástima! Cuidado pais, não façam fatura para seus filhos pagarem.
Outro personagem que foi vítima de um plano contra sua vida foi o profeta Daniel. Seus inimigos vendo que não tinham de que o acusar em seu comportamento em nenhuma área, buscaram na lei do seu Deus. Entre obedecer ao rei e obedecer ao rito religioso (o judeu tinha a obrigação de orar três vezes ao dia), ele preferiu fazer sua devoção.
Os que elaboraram o plano e o puseram em ação nunca imaginaram que aquele decreto seria a sentença de morte, não somente para eles, mas, também, as coitadas de suas esposas e filhos pagaram a pena! Leões famintos que passaram toda a noite vendo comida, sem contudo, poder se alimentar, não porque Deus os mandou jejuar, porém como está escrito: “...O MEU DEUS ENVIOU O SEU ANJO E FECHOU A BOCA DOS LEÕES...” (Daniel 6.22).
O apóstolo dos gentios, no seu zelo religioso, traçou um plano, no qual tinha por objetivo principal, fazer calar a mensagem sobre o Profeta da Galiléia. Teve êxito em Jerusalém a tal ponto que estendeu o plano para outras cidades estranhas, de tão enfurecido contra os discípulos de Jesus (Atos 26.11).
Aquele que declarou ter recebido todo poder no céu e na terra, (Mateus 28.18), tinha um plano, e que plano! O que perseguia os seus seria perseguido; o que os colocava na prisão, sofreria prisões; o que os fazia sofrer, experimentaria sofrimentos em todos os sentidos! E como está escrito em Jó 42.2, o plano de Deus não foi frustrado; tudo se cumpriu na vida do discípulo Paulo.
O plano do homem rico que havia prosperado e tinha em abundância era aumentar seus celeiros e depois descansar, desfrutar dos seus bens. Todavia, Jesus chamou nossa atenção para a falibilidade da nossa vida! Quem pode garantir se está vivo no próximo minuto?
Devemos ser diligentes, planejar nosso orçamento, como Jesus deu o exemplo em Lucas 14.28, contudo, tudo o que planejarmos deve ser submetido à vontade do Senhor, especialmente na área financeira porque o dinheiro não é nosso, mas daquele que nos comprou. Agora, só funciona assim se tivermos consciência de pertencimento.
Podemos descansar nos planos de Deus para cada um de nós, pois está escrito:
“Porque eu sei os planos que tenho para vocês”, diz o S ENHOR. “São planos de bem, e não de mal, para lhes dar o futuro pelo qual anseiam.”
‭‭Jeremias‬ ‭29:11‬ ‭NVT‬‬.
Recebi uma palavra para alguém que irá ler esse texto: tenha muito cuidado com o que tem vindo a sua mente, com o plano que está em preparação para ser executado. Em nome do Senhor Jesus não o leve a efeito. Será de um prejuízo enorme não somente para sua vida espiritual, mas em todas as áreas. Em nome de Jesus o engano maligno seja retirado da sua mente, para que a situação seja colocada diante de Deus, aguardando a saída que Ele já tem. PARE!  Em nome de Jesus! Haverá muito sofrimento, muita dor... espere em Deus. Salmos 27.14.
MARANATA!

quinta-feira, julho 23, 2020

VIVENDO EM LIBERDADE MESMO SENDO ESCRAVO

“ ANTES VOCÊS ERAM ESCRAVOS DO PECADO...AGORA  SE TORNARAM ESCRAVOS DA JUSTIÇA... PARA A LIBERDADE FOI QUE CRISTO NOS LIBERTOU” (Romanos 6.17,18; Gálatas 5.1).

Eu amo os paradoxos bíblicos: escravos, porém, livres!
Está escrito: “ELE NOS LIBERTOU DO IMPÉRIO DAS TREVAS...” (Colossenses 1.13) e aínda: “TODA GLÓRIA SEJA ÀQUELE QUE NOS AMA E NOS LIBERTOU DE NOSSOS PECADOS POR MEIO DE SEU SANGUE.” (Apocalipse 1.5). Aleluia!
Portanto, quem está na Igreja, o Corpo de Cristo é livre! No Corpo de Cristo não pode estar um membro aprisionado quando a trombeta tocar. Só vão com o Noivo, os libertos, livres!
Me recordo de uma irmã que em uma reunião com senhoras onde falamos que aqueles que não perdoam estão aprisionados, e como o exemplo de Esau nos mostra. 
Isaque fala para ele o seguinte: “ “...SERVIRÁS A TEU IRMÃO; QUANDO,  PORÉM, TE LIBERTARES SACUDIRÁS O SEU JUGO DA TUA CERVIZ.” (Gênesis 27.40).
Enquanto não perdoamos, aquele a quem devemos estará nos aprisionando com seu jugo. Imagine uma pessoa que não perdoa a cinco, está com cinco jugos (canga) sobre seu pescoço, é fácil?
Dai, aquela irmã contou que teve um sonho naquela semana de que ela percebia que Jerusalém estava vindo buscar a Igreja. Ela começava a gritar: Jesus,  me leva...não me deixa... Ela sentia que iria, quando uma voz lhe dizia: você não pode ir porque está presa, porque não perdoa. Ela olhava para os pés via uma corrente de ferro que os prendiam. Ela acordou desesperada.
Fomos chamados à liberdade. Nada pode nos escravizar. Somos escravos de quem nos comprou - Jesus! E Ele nos libertou para a liberdade nEle. Tomamos o jugo dEle, portanto, vivemos atrelados  a Ele. 
Estando nEle somos livres do domínio do pecado (Romanos 6.14); livres da condenação (Romanos 8.1); da culpa (1 Tessálias 3.13).
Se estamos em Cristo temos em nós o Seu Espírito e “...ONDE ESTÁ O ESPÍRITO DO SENHOR, AÍ HÁ LIBERDADE.” (2 Coríntios 3.17)
Quando Jesus nos liberta somos livres (João 8.36). Não entendo como há tantos evangélicos que precisam de libertação, são dominados pelas coisas da vida, pelas obras da carne, enfim. 
Usa-se muito a parte das escrituras que Jesus falou dizendo: “E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.” ( João 8.32), atribuindo ao conhecimento das escrituras simplesmente. 
Contudo, se observarmos direitinho, a oração do versículo trinta e dois é um complemento do versículo trinta e um, uma consequência, portanto.
Jesus falou estas palavras para os judeus que haviam crido nele, portanto, eram crentes, mas, para serem libertos pela verdade, precisavam cumprir condições, a saber:
1. Permanecer nas suas palavras;
2. Ser seus discípulos;
3. Conhecer (ter intimidade) com a verdade (Ele, a Sua Palavra).
Da para entender o porquê da falta de libertação, para viver na liberdade para a qual Cristo nos libertou?
Somente um espírito livre pode adorar a Deus ; somente uma alma livre pode louvar a Deus. Um corpo que abriga uma alma e um espírito em liberdade, pode servir ao Senhor com alegria!
Não tente se libertar através de esforços humanos, é impossível! Seja cheio da Palavra para poder permanecer nas palavras de Jesus e ser um discípulo dEle. O Amigo Espírito Santo vai nos levando a conhecer Jesus e o próprio Senhor Jesus se revelará a nós se guardarmos a Sua palavra (João 14.21), glória a Jesus! Ele tem interesse que desfrutemos a vida eterna que significa conhecer ao Pai e a Ele (João 17.3).
A receita para a liberdade está dada. Quem quiser experimentar que o faça e verá o resultado com toda certeza, para glória de Deus.
A Igreja que vai subir vive em liberdade, não uma liberdade para dar ocasião à carne, como está escrito: “PORQUE VÓS, IRMÃOS, FOSTES CHAMADOS À LIBERDADE; PORÉM, NÃO USEIS DA LIBERDADE PARA DAR OCASIÃO À CARNE; SEDE, SERVOS, UNS DOS OUTROS, PELO AMOR.” (Gálatas 5.13).
Libertos para adorar, para louvar e para servir. Assim,  caminhemos esperando o Noivo amado.
MARANATA!


quarta-feira, julho 22, 2020

UMA NOTÍCIA EXTREMAMENTE IMPORTANTE


Amados, Deus vos abençoe
Lhes rogo que entrem nesse link e vejam que coisa extraordinária está divulgada ali.
Posso entender a minha loucura em relação à palavra de Deus. Ela mudou a minha vida, aleluia!
https://youtu.be/RPSP1sNoBWs
Amem a palavra e amarão Jesus!
amigadoAmigo lidia

quinta-feira, julho 16, 2020

IDENTIFICANDO O TEMPLO

“...TEMPLO DO SENHOR, TEMPLO DO SENHOR, TEMPLO DO SENHOR É ESTE.” (Jeremias 7.4).

O Amigo me tem levado a refletir sobre esse assunto nos últimos dias. A importância da identificação do templo.
A Bíblia se refere a “templo” como um lugar onde se cultua a divindade, por isso é mencionado vários deles tais como: El Bertie, Astarote, Aserá, Dagon, Baal, Artemis...
O Deus de Israel mandou Moisés construir o Tabernáculo como um lugar separado onde Ele manifestaria Sua Presença mas especificamente na Arca da Aliança, no lugar Santíssimo.
Durante anos a Arca de Deus andou em tendas, até que Deus falou para Davi que o seu filho edificaria um lugar - Templo. E como está escrito: “...ESCOLHI E SANTIFIQUEI ESTA CASA, PARA QUE NELA ESTEJA O MEU NOME PERPETUAMENTE; NELA, ESTARÃO FIXOS OS MEUS OLHOS E O MEU CORAÇÃO TODOS OS DIAS.” (2 Crônicas 7.16).
Deus se refere a esse lugar, o templo, como “casa do sacrifício” ; “casa de oração “; “ casa do Senhor”. Era um lugar sagrado, lugar de reverência, jamais deveria ser profanado, principalmente pela presença de ídolos.
Todos quantos chegavam em Jerusalém podiam identificar de quem era aquele templo. O templo do Senhor fora edificado segundo as orientações do próprio Deus! No capítulo vinte e oito de primeira Crônicas, Davi entrega a Salomão a planta da casa e afirma que a mesma lhe foi dada pelo Senhor, o Grande Arquiteto do Universo, glória a Deus!
“PUSERAM OS SACERDOTES A ARCA DA ALIANÇA DO SENHOR NO SEU LUGAR, NO SANTUÁRIO MAIS INTERIOR DO TEMPLO, NO SANTO DOS SANTO, DEBAIXO DAS ASAS   DOS QUERUBINS.” (2 Crônicas 5.7).
O mais precioso no Templo era a Arca da Aliança, a Presença de Deus! Sem a Arca, não havia a manifestação da glória do Senhor. Quando a Arca foi levada pelos filisteus foi-se a glória de Israel - ICABÔ, ou ICABODE!
O templo era, portanto, um lugar da Presença e da Glória de Deus!
Jesus se referiu ao Seu Corpo como Templo (João 2.19, 21). Assim, a IGREJA seu Corpo é o templo de Deus na terra é cada um de nós, individualmente, somos templo, santuário como está escrito ( 1 Coríntios 3.16, 17 - IGREJA; 1 Coríntios 6.19 - nosso corpo).
Como disse Estevão em seu discurso: “...NÃO HABITA O ALTÍSSIMO EM CASAS FEITAS POR MÃOS HUMANAS...” (Atos 7.48).
Como templo, santuário, morada de Deus (o Amigo esta em nós), a Presença de Deus tem que ser uma realidade em nossa vida. Afinal, a Arca não podia sair do templo! Templo sem Arca não era templo de Deus!
A glória do Senhor também estava no Templo, e isso o próprio Senhor Jesus se encarregou de fazer, como está escrito: “Eu dei a eles a glória que tu me deste, para que sejam um, como nós somos um.”
(‭‭João‬ ‭17:22‬ ‭NVT‬‬). Ele já nos deu a glória, aleluia!
Paremos e pensemos um pouco meus amados: verdadeiramente somos templo de Deus? A Sua presença, a Sua glória está em nós? Somos casa de oração? (1 Tessalonicenses 5.17: Efésios 6.18);
Temos sido casa de sacrifício? Estamos oferecendo os sacrifícios que agradam a Deus (Hebreus 13.15,16; Filipenses 4.18; 1 Pedro 2.5; Romanos 12.2), ou ainda fazendo jejum como sacrifício para conseguir coisas?
Quando o templo em Jerusalém foi inaugurado, a glória do Senhor encheu a casa, e todo o povo se curvou com o rosto em terra, adoraram e louvaram ao Senhor ( 2 Coríntios 7.3). Portanto, o templo é lugar de adoração.
Nós, de igual modo, adoramos a Deus no nosso espírito, louvamos com nossa alma e servimos com o nosso corpo. A diferença é que hoje podemos exercer essas coisas em qualquer lugar, aleluia! Independe de estar ou não no templo material, onde reunimos para vivenciar comunhão com os irmãos. Deve ser muito triste para alguém que só adora, louva e serve quando se reúne no templo.
O Amigo também me lembrou que podemos identificar os diferentes templos quando passamos nas ruas da nossa cidade. Sabemos de qual religião é cada templo, até qual a denominação evangélica que se reúne ali.
E aí vem a pergunta: será que estamos sendo identificados como templo do Deus Vivo? Ou somos templo de ídolos, dos ídolos que estão em nosso coração, deuses tipo, Mamom (Mateus 6.24); poder ( Habacuque 1.11); ventre (Filipenses 3.19)? Ou o nosso “eu” está entronizado em nosso coração?
Deus não divide o espaço com ninguém e tampouco com nada. Ou Ele tem o trono em todo espaço ou se vai...
Quando a trombeta tocar os templos que formam o TEMPLO o edifício espiritual -  A IGREJA o Corpo, organismo vivo e não organização eclesiástica, se reunirão como uma majestoso TEMPLO para adorar, louvar e servir ao Rei dos reis e Senhor dos senhores pelos séculos dos séculos, amém!
MARANATA!



terça-feira, julho 07, 2020

UM SACERDOTE FIEL REJEITADO

“...SUSCITAREI PARA MIM UM SACERDOTE FIEL...NÃO TE REJEITOU A TI, MAS A MIM...” (1 Samuel 2.35; 8.7).

O momento que atravessamos tem provocado grandes mudanças sociais, inclusive no meio do povo que se chama pelo Nome do Senhor, e em particular, em relação aos idosos.
Leis foram estabelecidas limitando a idade das pessoas quanto a se congregarem, frequentarem as reuniões nos templos.
Os líderes que já se encontram na fase da canseira e do enfado, estão sendo diretamente atingidos.
Por isso é um momento para que a congregação tenha muito cuidado para não rejeitar quem Deus colocou como liderança do Seu povo.
Uma criança desejada. Um pedido a Deus. Um filho entregue ao Senhor. Um escolhido por Deus para ser sacerdote, não apenas por ser levita, mas por determinação de Deus!
Ainda pequeno aprendeu a ouvir a voz de Deus (1 Samuel 3.21).
Esperou o tempo certo para entrar em ação como Deus havia determinado, exercendo as funções de profeta, sacerdote e juiz em Israel. Tripla funções, portanto, diferente de Jesus em apenas a função de Rei!
Todavia, o entardecer da vida chegou! Novas diretrizes precisam ser tomadas, porque como está escrito, “...O SOL CONHECE A HORA DO SEU OCASO.” (Salmos 104.19). O tempo de brilhar com fulgor não é eterno. Felizes os que entendem essa verdade da Palavra!
E o sacerdote fiel constitui seus filhos por juízes sobre Israel. (1 Samuel 8.1). A Bíblia não registra que Samuel consultou ao Senhor para agir assim. Cuidado, muito cuidado para não nos precipitarmos!
O registro bíblico afirma que “SEUS FILHOS NÃO ANDARAM PELOS CAMINHOS DELE; ANTES, SE INCLINARAM À AVAREZA, E ACEITARAM SUBORNOS, E PERVERTERAM O DIREITO.” (1 Samuel 8.3). Homens corruptos! Embora o pai fosse um homem irrepreensível, conforme o testemunho em  1 Samuel 12.2-5.
PREZADO LÍDER QUE NOS LÊ AGORA: NÃO ACEITE ACUSAÇÕES DO ADVERSÁRIO EM RELAÇÃO AO COMPORTAMENTO DA SUA FAMÍLIA, NÃO ASSUMA CULPA AO PONTO DE PERDER A ALEGRIA DO SENHOR EM SUA VIDA. A HORA DA ESCOLHA CHEGA NA VIDA DE CADA UM DE NÓS. AME. INTERCEDA E CREIA, POIS O DEUS DE QUEM SOMOS E A QUEM SERVIMOS É FIEL! NENHUM DOS SEUS DESCENDENTES SERÁ LANÇADO NO LAGO DE FOGO, é a Palavra do Senhor, glória a Jesus, aleluia!
O primeiro motivo que os anciãos de Israel apresentaram para afastar o seu líder foi : “JÁ ESTÁS VELHO...”  O sacerdote não se agradou, porém, sua atitude não foi fazer qualquer coisa que mudasse  a decisão do povo, pelo contrário, “...ENTÃO, SAMUEL OROU AO SENHOR.” (1 Samuel 8.6).
Deus não se fez de rogado, absolutamente! Respondeu que aquela atitude do povo não era contra o seu lidere, mas, sim CONTRA O PRÓPRIO DEUS! Misericórdia!
Quando Deus escolhe uma pessoa para liderar o Seu povo aquela pessoa é o representante do próprio Deus, e desse modo qualquer coisa que for feita com o representante de Deus, está sendo feita diretamente Àquele que ele representa! É sério! Há pessoas por aí brincando com o TODO PODEROSO. Está escrito: “...AQUELE QUE SE OPÕE À AUTORIDADE RESISTE À ORDENAÇÃO DE DEUS; E OS QUE RESISTEM TRARÃO SOBRE SI MESMOS CONDENAÇÃO.” (Romanos 13.2).
Foi o Senhor Jesus quem estabeleceu a liderança em Sua Igreja, com a finalidade de aperfeiçoar os santos (Efésios 4.11-13). MUITO CUIDADO, POIS, MEUS AMADOS!
A Igreja, o povo santo do Senhor tem um CABEÇA que a governa. Como congregação, rebanho, esperemos o tempo sem corrermos o risco de entristecer Aquele que tem o tempo determinado para todas as coisas.
Há muito tempo atrás, o Amigo me falou sobre as consequências quando uma pessoa colocada na liderança de algum trabalho no Reino, especialmente na igreja local, não entende o tempo de se afastar, sob a direção do Senhor. Dai, acontece o que está escrito: “...TEMPO DE PLANTAR E TEMPO DE ARRANCAR O QUE SE PLANTOU.” (Eclesiastes 3.2). Observar que não há tempo de colher como muitos dizem.
O velho Samuel, contudo, não deixou a tristeza dominar o seu coração, claro! Mais grave é para alguém rejeitar a Deus do que a nós! E a história não mudou. Jesus disse: “...QUEM VOS RECEBE, A MIM ME RECEBE...” (Mateus 10.40) e ainda: “...O QUE FIZESTE A UM DOS MEUS PEQUENINOS IRMÃOS, A MIM O FIZESTES.” (Mateus 25.40).
Deus me guarde de estar na pele de alguns que rejeitam a Deus, quando rejeitam aqueles que Ele como colocou como liderança na Sua igreja.
O tempo urge. Atentemos para as eternas verdades da Palavra de Deus e busquemos obedecer, mesmo conscientes de que SOMENTE PELA GRAÇA viveremos na casa do Pai.
MARANATA,