sábado, agosto 24, 2019

UM CONVITE. UMA ORDEM.

“VINDE...ALÍVIO...TOMAI...DESCANSO...(Mateus 11.2829).

O homem da pós modernidade vive literalmente precisando tanto de alívio quanto de descanso.
Alívio para as dores, para as tensões, as pressões psicológicas, e fim, e também de descanso para uma alma atribulada, confusa, sobrecarregada.
Jesus oferece as duas opções: alívio e descanso. Ele tem condições para dar a cada um de nós aquilo que necessitamos.
O que se percebe é que as pessoas estão muito mais interessadas em receber alívio do que descanso para a alma, a partir da resposta às palavras de Jesus.
Jesus nos convida a simplesmente ir a Ele quando estamos cansados e sobrecarregado se Ele garante alívio. Que convite glorioso! Essa atitude é mais fácil para o homem fazer. Quem estando cansado e oprimido, em sã consciência, seria capaz de recusar receber alívio?
Mas alívio é passageiro. Muitos vão ao culto, cantam, ouvem a palavra, e saem aliviados, se sentindo muito bem. Todavia, dia seguinte continua tudo na mesma. O cansaço, a angústia na alma...
Jesus oferece algo duradouro, desde que obedeçamos as suas ordens.
Primeiro: tomai sobre vós o meu jugo...
Isso significa receber o Senhorio de Cristo em nossa vida. Não te-lO somente como Salvador e sim, também, como Senhor, partindo da premissa que Ele nos comprou com o Seu sangue, aleluia!
Tomai o jugo de Jesus é se render completamente a Sua vontade, andar junto com Ele em tudo e para tudo, submissão total, geral e irrestrita.
Uma vez que estar debaixo do jugo dEle, andando todo tempo com Ele (“ESTAI EM MIM E EU EM VÓS...” João 15.5), necessariamente temos de aprender dEle. Ele não disse para aprender com Ele, e sim “de mim”, e isso quer dizer estar junto, relacionamento, intimidade diária.
O descanso para as nossa almas está diretamente ligado à Presença de Deus em nós, como disse Deus a Moisés: “IRÁ A MINHA PRESENÇA CONTIGO PARA TE DAR DESCANSO.” (Êxodo 33.14). E
ainda: “ARREPENDEI-VOS,  POIS, E CONVERTEI-VOS, PARA QUE SEJAM APAGADOS OS VOSSOS PECADOS E VENHAM OS TEMPOS DE REFRIGÉRIO PELA PRESENÇA DO SENHOR.” (Atos 3.19). A presença do Senhor traz refrigério, traz descanso, glória a Deus!
Sofremos com uma alma atribulada por causa do vírus luciferiano que nos leva à desobediência, a não aprendermos de Jesus mansidão e humildade.
Portanto, o convite está feito, as ordens está dadas. Agora, a escolha é de cada um, segundo a sua necessidade.
O que queremos? Alívio ou descanso?
MARANATA,

quinta-feira, agosto 15, 2019

LIBERDADE A PARTIR DA PRISÃO

“ E DEPOIS DE LHES DAREM. UITOS AÇOITES, OS LANÇARAM NO CÁRCERE, ORDENANDO AO CARCEREIRO QUE OS GUARDASSEM COM TODA A SEGURANÇA. ESTE, RECEBE DO TAL ORDEM, LEVOU-OS PARA O CÁRCERE INTERIOR E LHES PRENDEU OS PÉS NO TRONCO.”

Como agiríamos nós estando no lugar daqueles homens? Afinal, eles apenas ordenou a libertação espiritual daquela jovem em Filipos, em nome de Jesus.
Eles tinham todos os motivos do mundo para questionarem a Deus o porquê de estarem naquelas condições: feridos pelos açoites, cheio de dores, presos por cadeias e ainda tendo os pés presos ao tronco! A realidade era para que eles estivessem tristes, revoltados, amargurados, enfim.
Porém, ao invés disso, as escrituras afirmam que eles oravam e cantavam louvores! E cantavam em alta voz a ponto de todos os presos escutarem. Fé e coragem!
Oração e louvor, armas poderosas para serem usadas em horas difíceis da nossa vida. Eles não podiam se ajoelhar, mesmo assim oravam.
Como o próprio Paulo escreveu: “QUERO, PORTANTO, QUE OS VARÕES OREM EM TODO
LUGAR, LEVANTANDO MÃOS SANTAS, SEM IRÁ E SEM CONTENDA.” (1 Timóteo 2.8).
Um detalhe importante é que eles cantavam louvores. Não estavam cantando música de autoajuda, tampouco de lamentação, mas louvores.
Conforme escreveu Tiago, cantar louvores é atitude de quem está alegre (Tiago5.13).
Nos nossos dias, as musicas que estamos cantando, a parcela de louvor é mínima. Cantamos autoajuda, cantamos direcionado aos homens, cantamos massageando o ego de quem vem ao culto, declaramos vitórias e prosperidade sem vida em comunhão com Deus, misericórdia!
Deus age através da oração e do louvor. Foi o que aconteceu. A atitude de Deus em relação aos seus servos, não foi exclusiva somente para eles, mas para todos quantos se encontravam na mesma situação que eles. Todos foram livres das cadeias, porém continuaram em sua posição de presos.

O agir de Deus não provoca desordem.
A palavra do Senhor para nós este dia é que estando em qualquer situação que nos tire a liberdade, seja em que área for na nossa vida, façamos a receita de Paulo e Silas, e, certamente hoje ainda a liberdade acontecerá! E o detalhe é que todos os que estiverem em seu ambiente de prisão também serão livres das cadeias que os prendem, aleluia!
O objetivo do Senhor Jesus era a salvação do carcereiro e sua família, todavia, para que isso acontecesse implicava em sofrimento e dor dos que Ele escolhera para o propósito, glória a Deus!
Salvação, libertação espiritual, batismo em água, alegria por terem crido em Deus! Obra completa!
Todos estavam livres, mas não estavam soltos. Eles precisavam aguardar a ordem dos pretores para saírem em liberdade.
O protocolo foi cumprido e eles saíram para fazer mais uma obra no Reino de Deus, prontos para o que Deus tinha determinado para ser feito, para Sua glória.
O mesmo apóstolo Paulo escreve se dizendo prisioneiro de Cristo, prisioneiro no Senhor, mas também prisioneiro da lei do pecado que está em seus membros.
Em Cristo somos livres do domínio do pecado, mas não estamos soltos para fazer o que o nosso “eu”
deseja, visto que somos prisioneiros de Cristo e estamos prisioneiros no Senhor.
Vivemos sob o Senhorio de Cristo, porque tomamos  o Seu jugo e negamo-nos a nós mesmo para segui-lO.
Deste modo, os que estão em Cristo devem estar pronto para viver todo tipo de situação, mesmo que gere sofrimento e dor, contando que a vontade de Deus seja feita.
“É ELE MORREU POR TODOS, PQRA QUE OS QUE VIVEM  AO VIVAM MAIS PARA SI MESMOS, MAS PARA AQUELE QUE POR ELES MORREU E RESSUSCITOU.” (2 Coríntios 5.15).
E a pergunta é: para que iremos viver nesse dia? Para nós mesmos ou para Jesus?
MARANATA!

domingo, agosto 11, 2019

UMA PROMESSA



“E TODOS OS TEUS FILHOS SERÃO DISCÍPULOS DO SENHOR, E A PAZ DOS TEUS FILHOS SERÁ ABUNDANTE.”
Isaías 54.13

F E L I Z    D I A. DOS.  PAIS!

Que bom que não somos órfãos, temos um Pai!
Um Pai que nos ama
Um Pai que nos perdoa
Um Pai que cuida de cada detalhe da nossa vida
Um Pai que nos compreende com nossas fraquezas
Um Pai que não nos trata segundo as nossas iniquidades
Um Pai clemente
Um Pai bondoso
Um Pai benigno
Um Pai longânimo
Um Pai presente em todos os momentos
Um Pai que corrige, açoita, disciplina
Um Pai que instrui
Um Pai provedor
Um Pai que tem uma grande CASA e na Sua casa há um lugar, uma morada para os Seus filhos!
Esse Pai é DEUS!

sexta-feira, agosto 09, 2019

ELE VOS ENSINARÁ...

“O SENHOR DEUS ME ENSINA O QUE DEVO DIZER A FIM DE ANIMAR OS QUE ESTÃO CANSADOS. TODAS AS MANHÃS, ELE FAZ COM QUE EU TENHA VONTADE DE OUVIR COM ATENÇÃO O QUE ELE VAI DIZER.” (Isaías 50.4 - NTLH).

Ontem, mais precisamente ao acordar após um exame de polissonografia, o Amigo me trouxe à mente esssa escritura em particular. Gostei muito dessa versão.
O Senhor me ensina...
DEUS é um Senhor que ensina e está disposto e disponível para ensinar, porém, nem todos os que professam-nO como seu Deus estão dispostos a aprender o Seu ensino.
Na Antiga Aliança, Ele se coloca para ensinar ao Seu povo, como está escrito: “...EU SOU O SENHOR, O TEU DEUS, QUE TE ENSINA O QUE É ÚTIL E TE GUIA PELO CAMINHO EM QUE DEVES ANDAR.” ( Isaías 48.17). E ainda: “INSTRUIR-TE-EI E TE ENSINAREI O CAMINHO QUE DEVES SEGUIR; GUIAR-TE-EI COM OS MEUS OLHOS.” (Salmo 32.8).
Jesus, viveu sua vida como homem dedicando maior parte do seu tempo ao ensino. E, como se não bastasse, Ele rogou ao Pai e foi enviado o Amigo Espírito Santo, que está encarregado de nos ensinar todas as coisas (João 14.26). O evangelista João escreve que o Amigo é a Unção do Santo e todos os que O tem sabem todas as coisa, que não tem necessidade de que ninguém os ensine, porque a Unção nos ensina (1 João 2.20.27).
Assim, ninguém tem o direito de alegar ignorância sobre o assunto ensino x aprendizado.
Em primeiro lugar eu preciso estar com a audição espiritual livre para poder ouvir a voz de Deus.
Não está sofrendo com perda de audição, ou mesmo com deficiência auditiva espiritual. Em última hipótese, tendo os ouvidos incircunciso,  isto é, impuros, sujos, contaminados com as impurezas que escutamos diariamente, sem contudo os aspergirmos com o sangue da nova aliança para purificação destas portas de entrada para a alma.
Em segundo lugar carecemos de conhecer a voz de quem nos fala para poder identificar já no primeiro momento.
Conhecer a voz de alguém vai depender do relacionamento que temos com esse alguém, do tempo de convivência, da intimidade, enfim.
Conforme falou Jesus, para conhecer a Sua voz é necessário que sejamos Suas ovelhas, pois, essa sim, reconhecem porque Ele as chama pelo nome (João 10.3.4).
O que o Senhor meu Deus me ensina hoje? O QUE DEVO DIZER A FIM DE ANIMAR OS QUE ESTÃO CANSADOS...
AH, quantas pessoas cansadas irão cruzar hoje o nosso caminho! Mas não temos que nos preocupar em buscar no nosso banco de dados de conhecimentos adquiridos secularmente para ajudar, porque Ele nos ensina, nos dá a palavra certa que vai cair no coração do cansado “COMO MAÇÃS DE OURO EM SALVAS DE PRATA...”
Entretanto, para que isso aconteça se faz necessário que “TODAS AS MANHÃS EU TENHA VONTADE DE OUVIR COM ATENÇÃO O QUE ELE VAI DIZER.”
O detalhe importante que me faz vibrar de alegria é que a atitude de fazer com que eu tenha vontade de ouvir com atenção o que Ele vai dizer vem dEle, aleluia! Ou seja não depende de mim, eu sou tenho que te-lO como Senhor e Deus! Isso é simplesmente F A N T Á S T I C O !!!
Pense comigo, por favor: por que há tantos que se dizem evangélicos e só abrem a boca para reclamar, para desencorajar, para ferir o seu próximo? O que aconteceu com a sensibilidade de perceber a necessidade de quem de nós se aproxima se sentindo cansado?
Muitas das vezes sequer percebemos os que se sentem desanimados em nosso próprio lar! Falta-nos empatia, por causa do vírus luciferiano do orgulho que sufoca o amor de Deus em nós.
Aproveitemos o dia de hoje para ouvir o que Deus nos ensina, com atenção e não desperdiçarmos oportunidade de animar aqueles que o Senhor colocar no nosso caminho.
E assim, de aprendizagem em aprendizagem vamos crescendo na graça e no conhecimento do Senhor até que cheguemos à estatura de varão perfeito.
MARANATA!

quinta-feira, agosto 01, 2019

NOMÓFOBO, EU?

” ...TODAS AS COISAS ME SÃO LÍCITAS, MAS EU NÃO ME DEIXAREI DOMINAR POR NENHUMA DELAS...” ( 1 Coríntios 6.12).

NOMOFOBIA - síndrome de dependência digital.Ei, será que nos tornamos nomófobos? Será que estamos dependentes do digital a ponto de necessitarmos fazer tratamento psiquiátrico, ou mesmo psicológico? Aonde o povo que se chama pelo Nome do Senhor irá chegar?
No Brasil existem mais aparelhos celulares do que o número de brasileiros (cerca de 250 milhões deles).
Os sintomas da NOMOFOBIA são os seguintes:
Medo irracional de perder o celular
Medo de ficar sem celular
Vício em celular
Medo de estar sem mobilidade
Constantemente nas redes.

Sinais de dependência do celular
Deixar tudo o que está fazendo para atender.Nunca deixar o aparelho sem bateria.
Levar o aparelho na mão para atender imediatamente.
Se esquecer o celular, voltar imediatamente para pegar.
Sentir angústia quando acaba a bateria, quando perde ou pensa que perdeu.

Amados, nada deve ser prioridade em nossa vida senão Deus! Nada deve ocupar o tempo que devemos passar com Ele em oração, na leitura e meditação da Palavra, no serviço que prestamos na
casa,do Senhor.
Há quem não desliga o celular nem quando estar orando; há os que durante o culto estão conectados
nas redes, passando informações do que está acontecendo, como se fosse um furo jornalístico.
Na casa do Senhor não há lugares para informantes, repórteres, mas para os que O buscam de todo o coração.
Pasmem, já estive em cultos onde pessoas ficam a fazer Self! Misericórdia!
Até onde o celular se tornou um deus? um ídolo que merece maior atenção do que Deus é o Seu Reino?
Madrugada a dentro as pessoas ficam ansiosas esperando alguma mensagem, alguma informação nova, comprometendo a qualidade do sono, pela redução do hormônio melatonina, mas não conseguem ficar acordadas em oração.
O uso excessivo do celular compromete o relacionamento familiar, o rendimento escolar, a comunicação olho no olho, enfim...
Mateus 6.24 Jesus disse que ninguém pode servir a dois senhores, porque há de amar um e odiar o outro. Deus ou o nosso celular? Com quem estamos nos relacionando mais? De quem mais sentimos necessidade de estar junto?
Não esperemos receber a notícia do desaparecimento da Igreja em primeira mão dada por uma rede social, ao ouvir o famoso barulhinho de mensagem chegando.
Antes busquemos estar no meio dos que ouviram a trombeta tocar e subiram a encontrar Aquele que sempre teve o primeiro lugar em suas vidas.
MARANATA!


sexta-feira, julho 26, 2019

QUEM É O PIOR DOS PECADORES?

QUEM É O PIOR DOS PECADORES?*

*Não é aquele que somente diz que é, e sim aquele que sabe que é*. 
Certa vez, escrevendo sua primeira carta a Timóteo, orientado apelo Espírito Santo, Paulo assim se expressa: _Esta afirmação é fiel e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. (1 Timóteo 1.15)._

Quem em sã consciência se declararia como o pior dos pecadores, mesmo depois de haver sido lavado e purificado pelo sangue de Jesus? Eu? Você? 
O tempo passou, temos uma conversão em nossa história, mas de que forma continuamos a viver nossas vidas? Com baixo teor de biblicidade, regadas de uma santidade legalista (pseudônima) ou na certeza de que quanto mais o dia do Senhor se aproxima estamos buscando *conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejamos cheios de toda a plenitude de Deus? (Efésios 3.19).*

Qual pecado seria pior que o outro na sua concepção? Como medimos a nós mesmos, nossos irmãos e os que ainda não são salvos? Quais critérios seriam eficientes para medir pecados? O apóstolo Paulo nos dá uma excelente dica: ele não afirmou que era o mais excelente dos apóstolos e sim que era o PIOR DOS PECADORES, e que _por isso mesmo havia alcançado misericórdia, para que nele, o pior dos pecadores, Cristo Jesus demonstrasse toda a grandeza da sua paciência, usando-lhe como um exemplo para aqueles que haveriam de crer em Jesus para a vida eterna. (1 Timóteo 1.16)._

Não somos bons, Jesus já disse isso ao jovem rico (Marcos 10.18); o Senhor não morreu por gente boa e sim por inimigos para provar seu amor para conosco (Romanos 5.8), como, pois queremos dar uma de bonzinho, se precisamos do Espírito Santo para praticar a bondade? Podemos até manifestar boas atitudes, mas isso não nos torna bons, pois Jesus disse: Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos (Mateus 7.11a). SOMENTE DEUS É BOM, porém, todos aqueles que amam como Jesus amou terão a oportunidade de serem considerados por Deus servos bons e fiéis (Mateus 25.21). Quem ama é nascido de Deus (1 João 4.7).

Precisamos ser honestos conosco e ver que não temos a mesma coragem de Paulo de se declarar como o pior, porque na verdade, nossa consciência age como se merecêssemos coisas boas, tapinhas nas costas e elogios, mas o fato é que Deus precisou intervir pessoalmente dando sua preciosa vida para resgatar gerações de perversos, ou seja, todos nós. Qualquer obra da carne é condenada por Deus (Gálatas 5.19-21).

Podemos não assaltar a mão armada, mas podemos roubar ideias dos outros e aplica-las como nossas, é pecado também; podemos falar de perdão e, contudo viver indiferentes com aqueles que não simpatizamos, tendo uma ação homicida, por causa da ira abrigada no coração impiedoso, o qual pode se apartar do Deus vivo (Mateus 5.21-25; Hebreus 3.12). Podemos não mentir, porém falar mal do outro ou torcer pela queda de alguém. Depois desta meditação, amados, só posso dizer que estou na lista do principal dos pecadores. Quem é santo, santifique-se mais... (Apocalipse 22.11).

Shalom Adonai
MARANATA.
Flavio Moreira

quinta-feira, julho 18, 2019

ESTEJAMOS PREPARADOS

“NO DIA DA PROSPERIDADE, GOZA DO BEM; MAS NO DIA DA ADVERSIDADE, CONSIDERA EM QUE DEUS FEZ TANTO ESTE COMO AQUELE...” (Eclesiastes 7.14).

Meus amados, devemos estar preparados para as coisas que poderão nos sobrevir.
Todos nós queremos viver o dia da prosperidade, e há muitos que chegam a pensar que este dia nunca terá fim. É possível que assim creiam os arautos da doutrina da prosperidade.
Entretanto, a Palavra de Deus nos fala de outros dias que poderemos viver, como o dia da adversidade, que está no versículo acima.
Deus fez tanto o dia da prosperidade quanto o dia da adversidade, por isso com bom senso jamais atribuiremos ao inimigo de Deus as adversidades que atravessamos.
É bom aprendermos com José que nos dias de fartura preparou o povo para os dias da fome.
A Bíblia nos fala do dia mau e também, nos ensina como nos preparar para o mesmo (Efésios 6.13).
Há também o dia da angústia. Que dia terrível! Mas há uma finalidade deste tempo existir nas novas vidas, para que possamos fazer como o salmista e viver a mesma experiência que ele viveu quando escreveu: “NA MINHA ANGÚSTIA CLAMEI AO SENHOR E ELE ME OUVIU.” (Salmos 120.1).
O Senhor nosso Deus sabendo que por causa do pecado iríamos sofrer quando o dia da angústia chegasse para nós, falou dessa maneira: “INVOCA-ME NO DIA DA ANGÚSTIA;  EU TE LIVRAREI, E TU ME GLORIFICARÁS.” (Salmos 50. 15).
Já pensou se a única maneira de alguém glorificar a Deus ser quando passa pelo dia da angústia?
Precisamos estar preparados para os dias de trevas, e como está escrito: “AINDA QUE O HOMEM VIVA MUITOS ANOS, REGOZIJE-SE EM TODOS ELES; CONTUDO, DEVE LEMBRAR DE QUE HÁ DIAS DE TREVAS, PORQUE SERÃO MUITOS...” (Eclesiastes 11.8).
A Palavra nos orienta o que fazer quando estamos passando por dias de trevas: “ ...QUANDO
ANDAR EM TREVAS, E NÃO TIVER LUZ NENHUMA, CONFIE EM O NOME DO SENHOR E
FIRME-SE SOBRE O SEU DEUS.” (Isaías 50.10).
Seja qual for o dia que atravessarmos chegará o momento em que ele passará, glória a Deus! Para tudo há um tempo determinado, nada será eterno.
Nossa esperança é que em breve começará um novo dia para a Igreja que vai subir, aleluia! Quando esse dia chegar todos os dias maus que passamos na terra serão esquecidos, ao desfrutarmos da alegria do grande dia do triunfar do nosso Rei!
Nesse grandioso dia, o DIA DA REDENÇÃO, todos os que foram selados com o Espírito de Deus, estarão diante dAQuele que os comprou com Seu precioso sangue para Deus. Que extraordinário será, glória a Jesus!
Todos os que estiverem no Dia da Colação de Grau, Dia da Solenidade ( Oseias 9.5), estarão livres de alguns dias que as escrituras mencionam, tais como: DIA DO SENHOR; DIA DA VINGANÇA DO NOSSO DEUS; DIA DE INDIGNAÇÃO; DIA DE ANGÚSTIA; DIA DE ALVOROÇO; DIA DE DESOLAÇÃO; DIA DE ESCURIDADE E NEGRUME; DIA DE NUVENS E DENSAS TREVAS; DIA DE TROMBETA E DE REBATE...
Meus queridos, vigiemos, pois para não sermos surpreendidos no dia que a trombeta tocar, mas que estejamos prontos para subir ao encontro do Noivo amado, no grande DIA DAS BODAS!
QUANDO ENFIM, CHEGAR O DIA,
DO TRIUNFAR DO MEU REI;
QUANDO ENFIM CHEGAR O DIAAAAAAAAAAAAAAA!!!
PELA GRAÇA DE JESUS EU LÁ ESTAREI!
MARANATA!