quinta-feira, abril 08, 2010

EIS O NOIVO!

“MAS, Á MEIA-NOITE, OUVIU-SE UM GRITO:EIS O NOIVO! SÍ AO SU ENCONTRO! ( Mateus 25.6).

Sabe amados, quando nasci minha mãe já servia ao Senhor e, portanto, ainda bebê fui levada à casa do Senhor e entregue a Ele, pelo Pr.João Batista da Silva, (de saudosa memória), quando este pastoreava a Igreja do Senhor em João Pessoa na Paraíba. Alguns anos já se passaram e, pela graça do Senhor cresci no movimento Assembléia de Deus, onde vivo até os dias de hoje.
Minhas raízes foram fincadas na Rocha, pela Palavra que aprendi com aqueles que foram os meus pastores e em todo tempo o assunto da vinda de Jesus esteve presente nos temas de pregações e estudos bíblicos, que saudade!
Os dias que estamos vivendo são dias de muita diferença daqueles em que o povo de Deus era visto como ovelhas do Senhor, reconhecido como protestantes ( que protestavam contra o pecado), e não como os evangélicos de nosso tempo.
É muito complicado para minha cabeça entender tudo o que está se passando no meio do povo que se chama pelo nome do Senhor: o mau uso das escrituras sagradas, torcidas para a conveniências de alguns; a mercantilização dos dons espirituais; a falta de identidade própria peculiar ao povo de Deus; a corrida gananciosa pelo ter; a busca ansiosa pelo poder; a manifestação do vírus luciferiano (orgulho) em suas diferentes formas assolando as vidas dos cristãos, (não dos discípulos)...
Mas uma coisa me alegra: EIS O NOIVO! Aleluia!
“AQUELE, POIS, QUE CUIDA ESTÁ EM PÉ, OLHE NÃO CAIA.” ( 1 Corintios 10.12).
A meia noite está bem aí; somente os que não estão ligados no Amigo Espírito Santo não percebem o quanto está iminente o dia do encontro com o Noivo, aleluia!
A onda avassaladora de falsos mestres, falsos profetas, mercenários que se tem levantado no meio do povo de Deus e que têm levado tantos a descrer da pureza do evangelho de Cristo, tem trazido escândalos para o nome do Senhor Jesus.
Infelizmente temos copiado tudo quanto não edifica de outros lugares do exterior e isso tem trazido contaminação para o nosso povo.
Há mais de cinqüenta anos um irmão teve uma revelação com um navio que vinha de outro país (a quem temos imitado no que diz respeito à prosperidade). O tal navio trazia como carga uma quantidade enorme de jegues, que por sua vez também vinham carregados. Quando ele questionava o que aquilo significava, o Senhor lhe dizia que eram as coisas ruins espiritualmente que seriam despejadas no seio das igrejas aqui no Brasil. Estamos vendo isso acontecer, porque Deus é fiel, quando Ele revela Ele cumpre.
Nossos cultos já não são os mesmos, tá tudo mudado; as músicas agora são traduzidas para que cantemos; o que prevalece é a música de ministração ao homem, como me disse certa vez o Amigo: toda a musica cantada neste culto foi direcionada na horizontal e nada na vertical.
Nosso povo perdeu o hábito de ajoelhar-se na casa de Deus, com algumas exceções, e agora, nem mesmo os pecadores são convidados a dobrar os joelhos quando aceitam a Jesus.
Fico a pensar o que será dos nossos netos se Jesus não voltar logo, pois já os nossos filhos não desenvolveram o hábito de orar quanto mais eles. A geração que tem o costume de andar de joelhos está sendo levada. Meu desejo e oração são para que Deus levante uma geração de verdadeiros sacerdotes intercessores neste tempo.
Sou testemunha ocular de pastores que passavam noites em oração pelas ovelhas. Naquele tempo não havia tantas reuniões que entravam pela noite a dentro. Eles passavam mais tempo com o Senhor da Igreja e buscavam do Espírito Santo a orientação para as situações.
Eis o Noivo! É hora de guardar a reserva de azeite porque na última hora não vai dar para repartir com ninguém; quem quiser que vá comprar, só que enquanto vai comprar o Noivo chega e as que têm reserva irão para as bodas, aleluia! Ó Amigo amado, eu quero estar nas bodas! Não quero me embaraçar com os negócios desta vida, em nome de Jesus; não quero olhar para quem quer que seja que possa me contaminar e me impedir de subir com o Noivo. Prefiro ver em tudo quanto está acontecendo a fidelidade da Palavra do Senhor e dá glória a Deus dizendo: Ora vem Senhor Jesus!
Estamos perdendo muito tempo com coisas que não edificam ao invés de aproveitá-lo para conclamar o povo de Deus ao arrependimento, a confissão dos pecados, à busca da intimidade com Aquele que daqui a pouco estará vindo nos encontrar e não é de qualquer maneira que seremos achados preparados para o casamento.
EIS O NOIVO! Nossa roupa de noiva está limpa? Estamos seguindo a santificação? Ou estamos contaminados com as obras da carne (Jd.23); com a impureza ( Mar. 7.21-23); com raiz de amargura ( Heb.12.15); com os pecados da língua (Tia.3); com a mentira (Ap.21.27)?
Como disse Jesus:
“CONTINUE O INJUSTO FAZENDO INJUSTIÇA, CONTINUE O IMUNDO AINDA SENDO IMUNDO; O JUSTO CONTINUE NA PRÁTICA DA JUSTIÇA, E O SANTO CONTINUE A SANTIFICAR-SE.” ( Apocalipse 22.11).
Quero lhe encontrar no meio dos redimidos pelo sangue do Cordeiro, amado leitor.
Vigiemos e oremos porque “DENTRO DE POUCO TEMPO, AQUELE QUE VEM VIRÁ E NÃO TARDARÁ.” ( Hebreus 10.37).
Maranata!

5 comentários:

theossetemagnificos.blogpost.com se encontram muitos segredos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lidia Fernandes Da Silva disse...

A paz do Senhor
Prezado irmão agradeço pelo encorajmento em nome de Jesus. Tudo é o Amigo Espírito Santo quem nos ajuda, aleluia!
Não tenho conhecimento algum sobre mulheres nefrelins, aliás, se alguem dos que nos leem sabem alguma coisa sobre o assunto, por favor comente.
Deus lhe abençoe
a conserva em Cristo Jesus.

Marcia do Rafa disse...

Irmã Lidia...
Ai o ficar de joelhos realmente... Hoje é embaraçoso quando chegamos atrasados no culto e já tem alguém falando... Acho anti ético me ajoelhar se chego atrasada qual o seu conselho? E também gostaria que me explicasse sobre quais são os pecados da língua ou listasse-os...Misericordia!

Aguardo

Lidia Fernandes Da Silva disse...

Minha prezada Marcia Deus a abençoe
Agradeço por sua participação interagindo conosco, a Deus toda a glória!
Eu aprendi que a atitude de ficar de joelhos quando chego à casa de oração tem a ver com a minha apresentação Àquele que é digno de toda adoração, e, para mim, chegando na hora certa ou não sinto necessidade de me prostar de joelhos diante do meu Pai, com gratidão por ter chegado naquele lugar.
Com relação aos pecados da língua escreverei depois.
Um abraço com carinho
a conserva

Marcia do Rafa disse...

Reverenciar o Senhor da casa. Entendi... Obrigada...