quinta-feira, abril 17, 2008

COMO ESTAMOS MEDINDO?

“ ... COM A MEDIDA COM QUE MEDIREM, VOCÊS SERÃO MEDIDOS; E AINDA MAIS LHES ACRESCENTARÃO.” ( Marcos 4.24).
Jesus foi enfático em sua palavras: como tratarmos o nosso próximo de igual modo seremos tratados.
O evangelista Lucas escreveu uma frase pronunciada pelo Senhor Jesus que diz o seguinte:
“COMO VOCÊS QUEREM QUE OS OUTROS VOS FAÇAM, FAÇAM TAMBÉM VOCÊS A ELES.” ( Lucas 6.31).
Essa é a lei da sementeira e da colheita que devemos ter cuidado com ela.
Neste tempo em que o egoísmo tem dominado as mentes das pessoas e até mesmo daqueles que se dizem cristãos, é o momento oportuno de avaliarmos nossas atitutes em relação aos que convivem conosco, tanto em família, como em comunidade secular ou na igreja local.
Como o Senhor Jesus falou:
“DEVIDO AO AUMENTO DA MALDADE, O AMOR DE MUITOS ESFRIARÁ.” (Mateus 24.12).
Avaliamos o outro dependendo do amor que sentimos por ele. Quando amamos alguém somos tendenciosos a aliviar as coisas negativas que ele porventura possa apresentar. Se, porém, não o amamos, somos implacáveis até na nossa maneira de medir o seu comportamento, suas atitudes. O amor faz a diferença, e como está escrito:
“... O AMOR COBRE TRANSGRESSÕES.” ( Provérbios 10.12).
Amados, guarde-nos o Senhor de medirmos com crueldade, com dureza, sem compaixão e sem misericórdia, mesmo aqueles que estão cometendo ofensas contra o Senhor. E como está escrito:
“IRMÃOS, SE ALGUÉM FOR SURPREENDIDO SEMALGUM PECADO, VOCÊS, QUE SÃO ESPIRITUAIS, DEVERÃO RESTAURÁ-LO COM MANSIDÃO. CUIDE-SE, PORÉM, CADA UM PARA QUE TAMBÉM NÃO SEJA TENTADO.” ( Gálatas 6.1).
É muito bom quando nos julgamos a nós mesmos ao invés de ficar fazendo juízo temerário dos outros, fazendo conjecturas á respeito até mesmo da fé que o irmão professa.
Todos devemos ter consciência das nossas fraquezas e limitações; todos, sem exceção alguma, carecemos da graça e da misericórdia do Pai celestial, porque como está escrito:
“PELA GRAÇA SOIS SALVOS...” ( Efésios 2.8).
Ai de nós se não for a maravilhosa graça de Deus que nos alcançou, aleluia!
E como filhos de Deus precisamos ser misericordiosos para com o nosso próximo, como está escrito a seguinte ordem do Senhor Jesus:
“SEJAM MISERICORDIOSOS, ASSIM COMO O PAI DE VOCÊS É MISERICORDIOSO.” ( Lucas 6.36).
A misericordia é fruto de um coração cheio do amor de Deus e de sabedoria, visto que uma das características da sabedoria que vem do alto é:
“... CHEIA DE MISERICÓRDIA...” (Tiago 3.17). Jesus é a sabedoria de Deus!
Acredito que devido a tanta crueldade neste mundo, tantas desgraças, tanta violencia sendo dissiminada na terra, os corações têm se tornado insensíveis e até certo ponto impiedosos. Parece que nada mais leva o homem a se compadecer do sofrimento de alguém e agir com amor e misericórdia.
Entretanto, meus amados, é bom recordar as palavras da Santa Palavra de Deus, que diz:
“PORQUE SERÁ EXERCIDO JUÍZO SEM MISERICÓRDIA SOBRE QUEM NÃO FOI MISERICORDIOSO. A MISERICÓRDIA TRIUNFA SOBRE O JUÍZO!” ( Tiago 2.13).
Todos carecemos da misericórdia de Deus e também do nosso próximo, por isso lembremo-nos de usar de misercórdia.
O Senhor não nos chamou para atirarmos pedras em quem quer que seja, mas para amar, ser compassivo e usar de misericórdia.
Como estamos medindo os que conosco vivem?
Há muitas pessoas que medem a vida de oração do seu cônjuge pelo tempo em que ele passa de joelhos, mas somente Deus é quem conhece o nosso homem interior e pode avaliar nosso tempo de oração.
De igual modo, há outros que avaliam o buscar o reino de Deus de outro pelo tempo em que este vai á casa do Senhor. Como nos enganamos!
Tanto em um caso como no outro, pode haver um cristão que viva muito tempo de joelhos, sem contudo, ter intimidade com Deus, por manter um coração que não perdoa quem lhe ofende. Outros ficam muito tempo de joelhos para parecer aos outros que é uma pessoa de oração, puro farisaísmo. Podemos orar sem cessar sem que alguém seja capaz de ver nossa estreita comunhão com o Pai celestial. Quando vivemos com o nosso homem espíritual louvando a Deus e adorando-O na beleza da sua santidade, sujeitos á sua vontade, estamos sempre a orar, aleluia!
Buscar o reino de Deus e a sua justiça não significa estar todos os dias na casa do Senhor, absolutamente! Há alguns que lá vivem todo o tempo, contudo o coração está longe de Deus, enquanto outros que por necessidade e motivos justos, não frequentam tantos os templos, porém buscam a face do Senhor com desejo de conhece-lO cada vez mais; buscam-nO com um coração limpo e sincero, sem exaltação, mas com humildade e deste modo encontram graça diante de Deus muito mais que aquele que está todos os dias no templo.
Por favor, me entendam, não quero com isso dizer que não devemos ir á casa do Senhor, contudo, devemos examinar qual a motivação que nos leva a congregar. Por exemplo: se ao congregarmos, usamos o tempo para observar os que entram e saem, como estão vestidos, o comportamento de A ou B, murmurar acerca de coisas que discordamos, perdemos o nosso tempo em estar na casa do Senhor. Ao invés de sairmos abençoados e cheios da alegria do Senhor, sairemos com o coração amargo fruto das obras da carne.
Amados, que o Amigo nos ajude a olhar para nós mesmos, examinar-mos a nós mesmos, ter cuidado de nós mesmos, como manda a Palavra de Deus, e, com relação ao nosso próximo, medirmos com o mesmo amor com que somos medidos pelo Pai celestial.
Aniversariantes PARABÉNS! Isaias 49.15

Um comentário:

Dieta disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Dieta, I hope you enjoy. The address is http://dieta-brasil.blogspot.com. A hug.