quinta-feira, outubro 21, 2010

CATANDO CAVACOS (GRAVETOS)



“... APANHEI DOIS CAVACOS E VOU PREPARAR ESSE RESTO DE COMIDA PARA MIM E PARA O MEU FILHO... “ ( 1 Reis 17.12).

Quem está disposto a catar cavacos em nossos dias?
A fome era grande na terra. Em Sarepta uma mulher viúva juntamente com o seu filho estavam vivendo na penúria. Chegaram ao extremo de ter apenas em casa um punhado de farinha numa panela e um pouco de azeite numa botija. Era mais um dia na vida deles sem perspectiva, sem ter para quem apelar, sem ter onde buscar ajuda.
A mulher toma a decisão de fazer o último bolo para comer com o seu filho e depois esperar a morte, pois, afinal, ninguém vive de vento.
O bonito da história é que sobre tudo e sobre todos está Deus! Quando pensamos que tudo chegou ao fim Ele faz com que se torne apenas o começo, aleluia!
Foi assim com aquela viúva, glória a Deus! O profeta Elias chega exatamente na hora em que ela está apanhando lenha (cavacos); ele a chama e pede-lhe água (ela tinha água apesar da seca que estava na terra!). Depois pede-lhe um bocado de pão ao que ela responde que está ali apanhando os gravetos para fazer o último bolo, comer e morrer.
A obediência da mulher á ordem do profeta determinou a providência divina em seu favor, e nunca mais faltou farinha nem azeite em sua casa até que veio a chuva e a provisão.
Como anda o depósito de água em sua casa? Em sua casa (vida) há abundância de água (Palavra de Deus)? Qual o nível do seu depósito?
A viúva tinha água, tinha azeite e farinha, mas precisava fazer fogo para ter pão.
Tem muita gente boa querendo pão fresco; tem muita gente com azeite, farinha mas não tem pão fresco para oferecer a ninguém porque não tem coragem de catar cavacos. Sem cavacos não há fogo; sem fogo não há como assar o pão para comer.
Estamos em tempos em que muitos daqueles (as) que pregam, ensinam, lideram na “cada de pão”, não querem pagar a fatura de catar gravetos. Para se catar gravetos ou cavacos é necessário abaixar-se, o que quer dizer que eu preciso me humilhar diante de Deus, me dobrar diante do Seu trono de graça para receber graça a fim de transmitir a Palavra para os que me ouvem.
Catar cavacos dá trabalho. Catar gravetos demanda tempo nos pés de Jesus; necessitamos de tempo com o Amigo Espírito Santo esperando ouvir dEle o que teremos que oferecer como pão aos que têm fome, até mesmo profetas de Deus.
Na era da “net” é muito fácil dar um clique e conseguir uma excelente mensagem sobre qualquer tipo de tema ou assunto. Todavia, é bem diferente o pão que é preparado com o azeite e a farinha que temos em casa, somado ao trabalho de fazer fogo e cozer o pão. É diferente, sim, e como!
Praticamente tudo nos nossos dias funciona com um simples toque, um clique, um carregar em um botão e pronto.
Infelizmente temos uma geração de crentes alimentados com enlatados, ou mesmo com “fast food”, sem nutrientes necessários para um crescimento sadio.
E sem falar nos plágios e outras coisas mais que vemos por aí; Deus tenha de nós misericórdia!
Um dia o Amigo me mandou dizer a um grupo de jovens em uma igreja local que eles estavam vivendo espiritualmente de alguma coisa como um sanduiche de uma certa franquia internacional, e ainda comendo uma vez por semana. Aqueles jovens só vinham ao culto no domingo à noite e nada mais. Durante a semana o tempo disponível era dividido com o trabalho e a faculdade, sem que nada sobrasse para a leitura, meditação e oração; sem um tempo a sós com Deus.
Como é maravilhoso ouvir alguém dizer como o apóstolo Paulo: o que recebi do Senhor, quero vos entregar! E o Amigo se encarrega de confirmar a Palavra nos corações dos que ouvem aleluia!
A realidade é que quanto mais conhecimento sobre Deus a tendência é menos conhecimento Dele. Isso é um perigo!
Nos dias de Jesus neste mundo as pessoas que mais conheciam sobre Deus eram os fariseus, os religiosos judaicos, eles eram chamados Rabi, Mestres e se jactanciavam disto, entretanto, o Senhor Jesus verberou fortemente contra eles quando disse:
“VÓS SOIS DO DIABO...” ( João 8.44).
Ajuda-nos Senhor a levarmos a sério o compromisso com a Tua Palavra, buscando Te conhecer cada dia e depender em tudo de Ti, sabendo que o Senhor requer de cada despenseiro que se ache fiel!
Maranata!

Um comentário:

Rafael disse...

Aleluia!!! que o Senhor aperfeiçoe as nossas vidas a cada dia e realmente venhamos renunciar tudo que nos afasta do Amigo e sermos DISCIPULOS . não apenas de palavras mas de inteiro coração. pois Deus nos sonda em tudo , glória a Deus. que o Amigo continue te abençoando e dando-te sabedoria a cada dia. peço oração pois tenho colocado a mão no arado e a luta é grande Irmã Lidia. a PAZ DO SENHOR JESUS