quarta-feira, outubro 11, 2006

A VONTADE DE DEUS – 08

“... PARA QUE EXPERIMENTEIS QUAL SEJA A BOA, AGRADÁVEL E PERFEITA VONTADE DE DEUS.” (Romanos 12.2).

Quando tudo a nossa volta diz que devemos ser nós mesmos, pensar na nossa auto-estima, fazer o que gostamos de fazer, não nos reprimirmos, todo um estímulo à predominância do eu, porém, os que se dizem cidadãos do reino dos céus têm que andar na contramão, exatamente.
A minha pergunta deveria ser constantemente: O que o meu Senhor quer que eu faça hoje? Ou: Se Jesus estivesse em meu lugar o que faria? E nunca dizer: eu tenho vontade de fazer, faço.
Em um contexto de relativismo, que em nome do bom senso estimulam-se as pessoas a ignorarem quando alguém estiver agindo errado, mesmo sabendo que com um conselho sábio se pode salvar uma vida, não é fácil fazer o querer de Deus, amados!
Mas como está escrito, a vontade do Pai é boa, agradável e perfeita! Sem questionamentos, pois!
Fazer a vontade de Deus é comida do Senhor do reino de Deus, portanto, todos os que querem agradá-lo devem se alimentar igualmente.
“JESUS DISSE-LHES: A MINHA COMIDA É FAZER A VONTADE DAQUELE QUE ME ENVIOU...” (João 4.34).
Quem quiser pertencer à família de Jesus deve fazer a vontade de Deus.
“PORQUE, QUALQUER QUE FIZER A VONTADE DE MEU PAI QUE ESTÁ NOS CÉUS, ESTE É MEU IRMÃO, E IRMÃ E MAE.” (Mateus 12.50).
A vontade de Deus requer de nós uma vida de santificação contínua.
“PORQUE ESTA É A VONTADE DE DEUS, A VOSSA SANTIFICAÇÃO: QUE VOS ABSTENHAIS DA PROSTITUIÇÃO.” (1 Tessalonicenses 4.3).
Uma vida de ação de graças é comportamento indispensável daquele que deseja fazer a vontade de Deus.
“EM TUDO DAÍ GRAÇAS, PORQUE ESTA É A VONTADE DE DEUS EM CRISTO JESUS PARA CONVOSCO.” (1 Tessalonicenses 5.18).
As condições para que experimentemos a vontade de Deus passa por:
1. Apresentar os corpos (não apenas o coração, ou o espírito) em sacrifício vivo (não uma vida sem a vida de Cristo), santo (como Ele é Santo), e agradável a Deus (para agradar a Deus precisamos não andar na carne e viver em fé), oferecendo um culto (adoração) racional (não emocional como vemos muitas vezes).
2. Não viver uma vida de conformidade com o mundo, isto é, não tomar a forma deste mundo tenebroso, ser diferente mesmo, É andar na contramão de verdade. Isso não é assim tão fácil!
3. Transformar-nos pela renovação do nosso entendimento. Viver em novidade de vida cada dia. Deve ser uma atitude nossa e não pedirmos a Deus que o faça simplesmente.
Fazer a vontade de Deus implica em renúncia ao ego, crucificar a carne, morrer cada dia...
Porém, todos quantos procurarem fazer a vontade de Deus andarão nos passos de Jesus, vencerão como Ele venceu e se assentarão com Ele no trono!
Vale a pena tentar, se esforçar porque a recompensa é gloriosa. E não somente isto. Independente de receber qualquer coisa, o que o Senhor fez por nós já vale a pena a não viver para nós mesmos.
“E ELE MORREU POR TODOS, PARA QUE OS QUE VIVEM NÃO VIVAM MAIS PRA SI, MAS PARA AQUELE QUE POR ELES MORREU E RESSUSCITOU.” ( 2 Corintios 5.15).
Aniversariantes PARABÉNS! Salmo 34.7

Um comentário:

suzzane disse...

Oi tia!!!Deus te abençoe grandemente,atravéz da sua vida,o Senhor tem abençoado muitas...
Te amo,vou estar sempre orando pela Sr.
Bj!