segunda-feira, setembro 24, 2007

PRONTOS PARA OUVIR

“... SEJAM PRONTOS PARA OUVIR...” (Tiago 1.19).

Meus amados irmãos, quanto nós sofremos por não obedecermos a Santa Palavra de Deus.
Quantos problemas poderiam ser evitados; quantas discussões familiares deixariam de existir; quantos casamentos teriam sido preservados e não teria acontecido separações e divórcios, se prestássemos mais atenção ao que diz a Bíblia Sagrada, o manual do fabricante.
Quando o Criador nos fez com um par de orelhas e uma boca, quis mostrar alguma lição para nós, com toda a certeza.
Precisamos ouvir muito mais do que falar. Quando alguém perde a voz acabou de uma vez, não há alternativa para que a voz se faça ouvir. Poderá até se comunicar por mímica, por escrito, mas o som nunca mais.
Porém, quando há um comprometimento auditivo pode acontecer apenas em um dos ouvidos, sem que interrompa o funcionamento do outro.
Quantas pessoas são surdas do ouvido direito, e, contudo, ouvem perfeitamente bem com o ouvido esquerdo. A importância da audição é muito grande para o ser humano.
Mas como nos manda a Palavra devemos ser prontos para ouvir, ou seja, prestarmos uma atenção maior ao que ouvimos procurando entender bem antes de cogitar qualquer resposta ou emitir qualquer parecer a respeito.
Nosso grande problema é que somos extremamente precipitados no escutar alguma coisa. Antes mesmo que o nosso interlocutor termine uma frase nós apanhamos a palavra ainda no ar e já emitimos a nossa opinião, em muitas ocasiões, totalmente diferente daquilo que o emissor queria dizer na conclusão da frase.
Por causa disto discussões acirradas acontecem, palavras duras são ditas, palavras agressivas são proferidas por impulso de raiva, magoando quem as recebe, provocando ressentimentos e até ódio.
Quantos relacionamentos quebrados por não ser observada a lei máxima da comunicação:
“APRENDA A OUVIR”.
O melhor mesmo que temos a fazer é, ao escutarmos um assunto, procurarmos compreender ao máximo, ouvindo atentamente cada palavra, e, se porventura alguma coisa não ficar bem esclarecida, gentilmente pedir para que a pessoa repita aquela frase a fim de dirimir dúvidas.
Se o que ouvimos é algo que precisa ser pensado e repensado, peçamos tempo para refletirmos sobre a matéria e somente depois emitirmos o nosso parecer.
Outra coisa que devemos por em prática em o que nos ordena a Palavra de Deus:
“TUDO O QUE FIZEREM, SEJA EM PALAVRAS OU EM AÇÃO, FAÇAM-NO EM NOME DO SENHOR JESUS, DANDO POR MEIO DELE GRAÇAS A DEUS PAI”. (Colossenses 3.17).
Se tudo quanto falarmos fizermos em nome do Senhor Jesus não haverá como o inimigo de Deus interferir na nossa comunicação, provocando dissensões e discórdias.
Ao pronunciarmos o Nome que é sobre todo o nome, o Nome poderoso do Senhor Jesus, as hostes das trevas recuam e não pode prevalecer, aleluia!
Procuremos, pois, neste dia ouvir mais e melhor as pessoas que estão a nossa volta, principalmente os da nossa família, os nossos filhos.
Acima de tudo, estejamos com o nosso ouvido pronto para ouvir a doce voz do Amigo Espírito Santo, pois Ele quer nos ensinar todas as coisas e nos guiar em toda a verdade.
Não permitamos que nossa audição espiritual fique comprometida a ponto de outras vozes fazer calar a voz do Amigo.
Que o precioso sangue do Cordeiro de Deus seja aspergido em nossa porta de entrada (ouvidos), para que possamos distinguir a Voz do Senhor em meio a outras vozes deste mundo.
Aniversariantes PARABÉNS! Salmo 91.1

2 comentários:

missionariacarmelucia disse...

Olá amada Lídia, sou uma admiradora sua, reconhecendo que o amigo lhe é caro. Como seria bom se milhares de pessoas lessem e praticassem esta palavra. Estou grata a Deus por ser participante desta. Um grande abraço.

www.missionariacarmelucia.blogspot.com

teachersandracris@hotmail.com disse...

Amada irmã Lidia, uma perguntinha:
Posso eu "afirmar" que Maria foi prescipitada ao falar(em Joao:2) quando havia acabado o vinho e ela disse a Jesus; e Jesus a respondeu: "Que tenho....minha hora"?