quinta-feira, março 04, 2010


MULHER, VASO FRÁGIL


“... Dando honra à mulher como vaso mais frágil.”
1 Pedro 3.7



Fico a imaginar o que Deus pensou quando criou a mulher. Na sua mente foi calculando cada detalhe para que a sua segunda obra ficasse realmente fantástica!
Mas uma coisa Ele considerou importante. Vamos conjecturar um pouco: essa minha criação precisa ter um toque de delicadeza, apesar de toda a sua capacidade ela tem que ser frágil. A fragilidade é a sua característica fundamental.
E Ele a colocou ao lado do homem que fizera como alguém que devia ser amada, protegida, acalantada, tratada com honra e delicadeza, pois afinal ela tem diferenças marcantes em relação ao homem.
No que se refere aos sentimentos, meu Deus, como as mulheres são sensíveis, e ainda mais quando o temperamento delas contribui para fortalecer a sensibilidade.
Deus é realmente maravilhoso! Conhecendo a mulher como só Ele pode conhecer teve o cuidado de inspirar por Seu glorioso Espírito o apóstolo Pedro para escrever este mandamento para os maridos.
“... TRATAI-A COM DIGNIDADE...” ( 1 Pedro 3.7).
Toda mulher precisa ser tratada com dignidade, quando esta ordem do Senhor é desobedecida as conseqüências são terríveis, alcançando também toda a família.
Como são bem-aventuradas as mulheres que se enquadram nos moldes da Palavra de Deus!
Infelizmente o pecado trouxe resultados tão agressivos para as mulheres, pois há todo um contexto para transformá-las em seres fortes, endurecidos, procurando de certo modo aniquilar a fragilidade tão graciosa que no princípio lhe foi outorgada.
Há diferenças fundamentais entre homem e mulher do ponto de vista físico, biológico e principalmente psicoemocional. Espiritualmente também a mulher é mais propensa a buscar as coisas do Reino de Deus, a dedicar-se mais ao serviço, a uma vida de oração e intimidade com Jesus.
Uma pesquisa feita há alguns anos atrás com mulheres de todo o mundo apresentou um resultado não muito satisfatório, pois foi provado que a partir do momento em que as mulheres passaram a exercer atividades que antes eram praticadas somente por homens, elas começaram a apresentar as mesmas doenças que os homens desenvolviam.
Mulheres que exerciam o seu papel de esposa, mãe e dona de casa, por força das circunstâncias são obrigadas, para sobreviver, a disputar um espaço com homens e mostrar que são melhores profissionais, embora sejam menos remuneradas.
Por conta dessa correria louca as mulheres têm sido vítimas de estresse emocional que vai além das suas forças, fazendo com que elas se tornem amarga mal humorada, e por vezes até mesmo endurecida.
Onde ficou a graciosidade da mulher? Sua natureza frágil para onde se foi? Alguma coisa está errada na postura adotada pelas mulheres. Temos saído do princípio para o qual o Criador nos colocou na terra. E pagamos uma fatura muito alta por isto.
Somem-se a isso tudo os homens não levarem em consideração o mandamento do Senhor no relacionamento conjugal, com algumas exceções, é claro, e muitas mulheres não são tratadas com a honra e a dignidade que tanto necessitam.
Os sentimentos da mulher devem ser respeitados pelo marido que por sua vez deve ser sensível às carências dela, procurando tudo fazer para que ela esteja segura, apoiada e amada.
Mulheres, no que for possível procurem manter a fragilidade dada por Deus, sem exagero (porque há mulheres que exploram esse lado e expõe uma sensibilidade à flor da pele, o que não é saudável no relacionamento a dois), e de maneira nenhuma tentemos assumir um lugar que não nos foi dado por Aquele que nos fez com um propósito tão especial.
Maridos que me lêem neste momento a melhor coisa que o homem tem a fazer é obedecer à Palavra de Deus, até porque se ele não levar em consideração esta escritura de nada adianta orar, orar, orar, pois como está escrito, as orações serão interrompidas.
Vaso frágil precisa ser tratado com brandura, com muito cuidado para que não seja danificado, mas conservado sempre belo e atraente. Assim as mulheres devem cuidar-se e serem cuidadas. Independente da idade que tenham aos olhos do Pai celestial sempre serão vasos mais fracos.
Se não concordas entra em litígio com o Todo Poderoso.
Maranata!

6 comentários:

Marcia do Rafa disse...

Eu concordo e gosto muito... Ser tratada com delicadeza a qual é devida a mulher é encantador...

Lidia Fernandes Da Silva disse...

Deus te abençoe Marcia
a conserva
lidia

Lidia Fernandes Da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julyane - Salvador/Ba disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lidia Fernandes Da Silva disse...

Julyane, Deus te abençoe
Em tudo e por tudo Deus seja louvado!
Um abraço da conserva em Cristo.
lidia

Renata disse...

O texto exprime com toda veracidade a realidade do ser homem e ser mulher, de acordo com cada psicológico e emoções. A mulher deve dedicar sua vida ao seu marido, bem como o marido deve honrá-la e respeitar sua fragilidade. Se um casamento estiver nesses padrões, agrada-se o Senhor pelo cumprimento de sua palavra e nenhuma oração será interrompida!