segunda-feira, março 22, 2010


MULHERES QUE DESPREZAM OS MARIDOS
“PORQUE A NOTÍCIA DO QUE FEZ A RAINHA CHEGARÁ A TODAS AS MULHERES, DE MODO QUE DESPREZARÃO A SEU MARIDO, QUANDO OUVIREM DIZER: MANDOU O REI ASSUERO QUE INTRODUZISSEM À SUA PRESENÇA A RAINHA VASTI, PORÉM ELA NÃO FOI.” ( Ester 1.17).

Todos quantos lêem a história narrada no livro de Ester logo a princípio descobrem a grandeza do reinado de Assuero ou Xerxes, rei da Pérsia. Ele dominava sobre cento e vinte sete províncias. Tinha sob seu domínio muitos povos inclusive o povo de Deus – Israel.
Sua esposa, a rainha Vasti, era uma mulher de beleza invejável como tinha que ser uma esposa de rei.
Como nos contam as escrituras o rei resolveu mandar chamar a rainha Vasti para apresentá-la aos seus convidados, expondo-a com a sua beleza e realeza. A rainha, entretanto, recusou obedecer à ordem do seu marido – o rei.
Tal atitude provocou uma situação que culminou com a sua deposição da condição de rainha, fato que já estava na presciência de Deus para que uma filha do Seu povo tomasse o seu lugar.
Por causa da atitude de Vasti o rei fez um decreto, pois , segundo os seus conselheiros, quando as esposas dos príncipes e as mulheres em geral ficassem sabendo que a rainha não tinha obedecido ao seu marido, seguiriam o seu exemplo e desprezariam a seu marido. Isso provocaria um caos na vida das famílias, visto que, segundo as escrituras, a mulher deve submissão e obediência ao marido, o que implica também respeitá-lo.
O século XXI tem sido de grandes mudanças na vida das mulheres no que diz respeito à liberdade e independência. De modo nenhum queremos defender um relacionamento onde o marido seja um ditador, que trata sua esposa como escrava sem oferecer o mínimo de consideração e amor como ordena a Palavra de Deus.
Entendemos que há situações em que mulheres têm sido alvo de violência, abuso, maus tratos, enfim, contudo, venhamos e convenhamos que também tem acontecido uma inversão de valores na nossa sociedade, de tal maneira que quando se fala de submissão e obediência da esposa para com o marido é como se fosse uma agressão em muitos ouvidos, provocando em muitos casos uma explosão de ira.
Maridos não devem ser desprezados, mas respeitados, independentemente do seu comportamento (me perdoem as feministas, mas prefiro ficar com a Palavra de Deus). A palavra de Deus assim ordena:
“... A ESPOSA RESPEITE O MARIDO.” (Efésios 5.33), e não diz “exceto”. Está escrito e deve ser obedecido.
A desobediência à Palavra de Deus só traz desgraça para a vida de uma família principalmente.
É triste observar que há mulheres que não somente desprezam o marido como também o envergonha na presença dos filhos e de outras pessoas. Mulheres que como Jezabel assumem o governo da família em tudo, fazendo com que o marido se sinta anulado na sua posição de líder do lar, conforme estabeleceu o Senhor.
Existem mulheres que se chamam pelo Nome do Senhor que em nome da obra de Deus não cuidam do marido como o deveriam fazer, deixando-o vulnerável às ciladas do maligno quanto a envolver-se com alguém que o valorize, ou pelo menos demonstre isso.
Que Deus nos ajude a valorizar o companheiro que Ele nos deu, pois somente quem vive sem marido é que sabe o quanto é importante a presença masculina dentro do lar, em todos os sentidos.
Repensemos as nossas ações no dia-a-dia com relação ao homem com quem assumimos o compromisso de viver até que a morte nos separe.
Deus certamente honrará a obediência de cada filha Sua e sua atitude de fé com oração e súplica pelo seu marido, ainda que ele não seja o marido como a Palavra de Deus diz que é para ser. Milagres vão acontecer, sim. Por amor do Seu Nome o Senhor agirá na vida do seu marido e todos hão de ver que a mão do Poderoso de Jacó é quem fez acontecer. Tão somente não se precipite; não saia do seu lugar; não haja como as filhas de Roma porque você é filha de Jerusalém. Espere só mais um pouquinho, porque daqui a pouco mesmo o milagre acontecerá para glória de Deus. Quem se precipita comete pecado ( Provérbios 19.2).
Mulheres que servem a Deus, NÃO DESPREZEM O SEU MARIDO!
Maranata!

Um comentário:

Marcia do Rafa disse...

Este post é profundo e lindo... Isso mesmo é lindo... Pois é a visão de Deus... somos frágeis, delicadas demais para "assumirmos" a liderança de um lar... Digo por experiência própria... A cada dia o Senhor vem me ensinando é bem verdade que preciso melhorar e muito...E muitas vezes busco ouvir conselhos de mulheres de Deus a respeito mas não encontro... Obrigada por nos advertir sobre tal matéria... Paz do Senhor!